Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 28 de agosto de 2010

Sai o Silva e entra o Boécio


Sai o Silva e entra o Boécio


“Se Boécio consolou-se com a Filosofia, eu só posso consolar-me com Michel Temer.

Melhor dizendo, só posso consolar-me com a hipótese de que Michel Temer herde nos próximos anos o cargo de Dilma Rousseff.

Ele é melhor do que ela”

Michel Temer é melhor do que Dilma Rousseff.

Comecei a pensar assim dois meses atrás, depois de ver o resultado de uma pesquisa do Ibope.

Se Boécio, encarcerado na cidade de Pavia, no ano de 523, consolou-se com a Filosofia, eu só posso consolar-me com Michel Temer.

Melhor dizendo, só posso consolar-me com a hipótese meramente especulativa de que o candidato a vice-presidente na chapa governista, Michel Temer, herde nos próximos anos o cargo de Dilma Rousseff.

A Filosofia materializou-se na cela de Boécio como uma “mulher de aspecto venerável, com os olhos brilhantes e penetrantes”.


Nos últimos tempos, foi dessa maneira que Michel Temer se materializou diante de mim, com aqueles seus olhos opacos e broncos.

Um Michel Temer prosopopeico.

Um Michel Temer aristotélico.

Um Michel Temer com o pi grego bordado na veste.

Depois de se consolar com a Filosofia, Boécio foi executado com um instrumento que lhe esmagou a caixa craniana.

Os petistas costumam esmagar minha caixa craniana praticamente todos os dias.

O fato de me consolar com Michel Temer foi um sinal de que eu tinha de mudar de ares urgentemente.

Por sorte, era o que eu vinha programando desde meados do ano passado, quando Dilma Rousseff ainda estava empacada nas pesquisas eleitorais.

Duas semanas atrás, finalmente pude arrumar as malas e partir.

Os petistas comemoraram dizendo que fugi do Brasil porque estava com medo de ser preso.

Na realidade, eu só fugi do Brasil porque estava com medo de minha mulher, que comanda meus movimentos.

Mas os petistas vislumbram a vitória de Dilma Rousseff como uma vitória do bolivarianismo, em que qualquer jornalista mais impertinente poderá ser preso.

E quem é que promete deter esse bolivarianismo, em seus encontros com empresários e jornalistas?

Ele mesmo:

Michel Temer, o Boécio da Camargo Corrêa.

Se Dilma Rousseff for eleita, sofreremos um processo de esmagamento craniano.

O Brasil já teve presidentes intelectualmente, moralmente e politicamente despreparados para o cargo.

Nunca, porém, teve alguém como Dilma Rousseff.

A Filosofia, para Boécio, era uma maneira de resistir às hordas bárbaras, preservando a sabedoria dos antigos.

Desoladamente, só posso resistir às hordas bolivarianas preservando a sabedoria de Michel Temer, de José Sarney, de Renan Calheiros, de Jader Barbalho, de Fernando Collor de Mello e de Boécio.

Fiz até um jingle para a campanha, que tem tudo para pegar.

Cante comigo:

“Sai o Silva e entra o Boécio”.

20/08/2010

Programa de Propaganda de José Serra - 28/8 (à noite)



RicardoNoblat
28 de agosto de 2010

Vote na sua candidata. Você merece!


S
r. Geraldo.

Cada um defende seu quinhão.
Eu sou aposentado.
Lula nunca me chamou de vagabundo e ainda por cima me concedeu um aumento que ele não era obrigado a dar!
Queres que eu vote no Serra?
Eu falei que sou aposentado, mas nunca fui burro.
Saudações,

Ronaldo



Prezado

Vote em quem você quiser e ajude a estabelecer para seu país o futuro que você, seus filhos e suas famílias merecem, mesmo que eles não concordem ou não percebam seu papel hediondo.


Se tiver um tempo leia um pouco sobre o que os regimes socialistas/comunistas/terroristas
fizeram no passado (e estão fazendo no presente).

Os ideais socialistas são utópicos e em seu lugar sempre nascem regimes ditatoriais que se aproveitam da ilusão da igualdade para sufocar a liberdade e a democracia e controlar as nações por onde passam por Estados corruptos e genocidas.


Já me convenci que todos vocês merecem uma desqualificada como presidente e o mais canalha dos políticos da história do país como seu sucessor para que as próximas décadas se transformem em décadas das trevas para nosso país.


Somente uma desgraça desse porte poderá dar à sociedade dos que querem um país regido por um poder público covil de bandidos de todos os matizes, aos seus filhos, e às suas famílias, a lição de sangue que as nações mais sérias e desenvolvidas já tiveram.


Siga em frente. Pense apenas no seu aumento de aposentado e continue olhando apenas para seu umbigo. Se é isso que o completa como cidadão, ser humano, pai de família, etc.


Parabéns. Seja feliz!


Continue defendendo seu quinhão. Tem gente que se vende por muito mais. Não seja burro.
Cobre muito mais caro... eles pagam...

Conseguiram até subornar moralmente ou materialmente muitos daqueles que tinham a obrigação legal de parar com essa anarquia e degeneração moral que assola o país.

Os jovens e adolescentes que estão formando as próximas gerações estão sem referencial a não ser o de que roubar, ser desonesto, ser leviano, ser mentiroso, ser hipócrita, ser corrupto, ser prevaricador “É IRADO.”


Quanto a mim, eu não tenho preço, e meus filhos e netos, assim como suas famílias nunca lembrarão de minha passagem por esta imundície de sociedade dominada pelos esclarecidos mais canalhas, como alguém que abriu mão de seus ideais de justiça, liberdade e democracia, assim como de seu sentimento de amor à patria, por um aumento de aposentadoria não solicitado, e nem por dinheiro algum.


O calor do inferno terá sempre um lugarzinho “aconchegante” para todos aqueles que estão
fortalecendo um projeto de poder ditatorial e, seguindo a experiência registrada pela historia, genocida.

Se você não é burro, é um digno representante da maior fraude da história do país, a chamada Abertura Democrática, que plantou as sementes para que a desonestidade, a falta de ética, a imoralidade, a prevaricação, a mentira, a leviandade, e a corrupção pública e privada, se transformassem nos meios e fins de oligarquias políticas prostitutas e mais canalhas de nossa história.


O Regime Militar plantou as sementes para uma potência econômica livre e democrática.


Somente esqueceu de varrer do mapa aqueles – a gang dos 40 seu chefe - que viriam a destruir tudo que eles fizeram, para plantar outras sementes, a de um poder público dominado por um covil de bandidos que transformaram milhões de servidores públicos dignos e honestos em reféns de um desastre moral e ético.

Recebi este mês um comunicado de uma empresa de um país, onde a democracia e a justiça funcionam quando é necessário – com poucas exceções –, um comunicado de devolução de $15,83 referente à redução de impostos de um produto que importei pelo meu cartão de crédito.

No nosso país, infestado de corruptos e canalhas esclarecidos públicos e privados isso nunca aconteceria pois a regra é o Estado não pagar o que deve – apenas subornar de todas as formas possíveis os que olham somente para seu umbigo por ignorância, omissão ou cumplicidade –, e o empresário roubar o consumidor de todas as formas possíveis, com a “Justiça” fazendo vista grossa e convencendo os contribuintes a se submeterem às mais diversas e “criativas” humilhações.


Vote na sua candidata. Você merece!


Você não parece ser burro, mas apenas “pensa” como uma ameba.


Geraldo Almendra

José Serra Presidente do Brasil - É a hora da virada @serra45

CAMPANHA DE SERRA PRESIDENTE LANÇA OFENSIVA E DESENCADEIA MOBILIZAÇÃO EM NÍVEL NACIONAL


José Serra Presidente do Brasil
É a hora da virada

from Jose Serra on Vimeo.


Enquanto a assessoria da campanha de José Serra tenta recolocar no ar o site www.serra45.com.br que desde ontem sumiu do ar, a galera da oposição que agita na internet está mandando ver na veiculação de vídeos utilizando a plataforma Vimeo, como este que está aí acima.

Tudo isso está sendo movimentado via Twitter com a hashtag @serra45.

A palavra de ordem é "Hora da Virada" que desencadeia uma mobilização nacional da militância da campanha serrista


Dirceu tenta barrar avanço de Palocci



Dirceu tenta barrar avanço de Palocci


Após combater possível ida do rival para coordenar futuro governo, ex-chefe da Casa Civil quer impedir que ele retorne à economia


Wilson Tosta e Vera Rosa
O Estado de S.Paulo

RIO e BRASÍLIA - A 35 dias da eleição de 3 de outubro e confiantes na vitória de Dilma Rousseff (PT) no primeiro turno, os ex-ministros José Dirceu e Antonio Palocci disputam os rumos de eventual novo governo comandado pelo partido.

Depois de emitir sinais contrários à possível indicação de Palocci para a Casa Civil, Dirceu luta agora para impedir que ele volte a ditar os caminhos da economia, a partir de 2011.


Os dois "generais" do presidente Luiz Inácio Lula da Silva reeditam a queda de braço que travaram no primeiro mandato do PT para definir a fisionomia do governo.

Abatido pelo escândalo do mensalão, em 2005, e cassado pela Câmara, Dirceu vislumbra perda de influência se Palocci - ex-ministro da Fazenda - assumir a Casa Civil sob Dilma.

A preocupação não é à toa: cabe ao ministro da Casa Civil coordenar a equipe, o que lhe dá muito poder e pode torná-lo candidato natural ao Planalto.

Foi o que ocorreu com a própria Dilma, puxada para o cargo após a queda de Dirceu.

Nove meses depois, em março de 2006, Palocci também caiu, no rastro da quebra de sigilo bancário do caseiro Francenildo dos Santos Costa.

Embora se movimente nos bastidores para evitar que o antigo colega vire uma espécie de "primeiro-ministro" de Dilma, Dirceu sabe que pode perder a aposta.

Motivo:

Palocci é um dos principais coordenadores da campanha e, além de tudo, tem Lula como padrinho. O plano do presidente é reabilitar o ex-titular da Fazenda na cena política.

Se Palocci for para a Casa Civil, o grupo de Dirceu - que quer empurrar o deputado para o Ministério da Saúde - espera uma "compensação".

Sob o argumento de que "o governo Dilma não pode ter a cara do ajuste fiscal de Palocci", aliados do ex-chefe da Casa Civil defendem, agora, a permanência de Guido Mantega (PT) na Fazenda em dobradinha com "alguém de esquerda" no Planejamento.

Apesar das críticas ao "conservadorismo" do Banco Central, Dirceu não deverá se opor à manutenção de Henrique Meirelles, na cota do PMDB, desde que Palocci fique distante da seara econômica e Mantega não saia da Fazenda.

Meirelles, porém, não pretende continuar no BC.

Mesmo com rachas internos, a corrente do PT Construindo um Novo Brasil (CNB) - integrada por Lula, Dirceu e pelo presidente do partido, José Eduardo Dutra - emplacará as principais indicações do petismo no eventual governo Dilma.

Nem todos da CNB, no entanto, falam a mesma língua.

Palocci, por exemplo, também é da CNB, antigo Campo Majoritário, mas atua de forma independente e quase não tem ligação com a cúpula partidária.

Dirceu, ao contrário, procura frequentar todas as reuniões da corrente e do Diretório Nacional.

Ex-presidente do PT, mantém um canal de comunicação com os militantes por meio de seu blog e tem papel discreto na campanha.

Queimada

O fogo amigo contra Palocci ganhou força há uma semana, depois de notícias dando conta que Dilma recorreria à tesourada nos gastos logo no início de eventual governo.

"Podemos assumir o compromisso de uma meta de inflação mais ambiciosa, sem um maior custo de política monetária. As condições estão dadas para, gradualmente, baixar a meta de inflação", disse Palocci, em entrevista publicada pelo Estado, na segunda-feira, no segundo caderno da série Desafios do Novo Presidente.

"É um compromisso fiscal muito forte, porque Dilma vai se comprometer com nível de endividamento, além da meta de superávit."

Dilma já havia indicado, em maio, o desejo de reduzir a meta de inflação.

Fez o comentário durante encontro com investidores promovido pela BM&F-Bovespa, em Nova York.

Detalhe:

Palocci estava com ela na viagem.

Depois que o ex-titular da Fazenda passou a mexer no vespeiro da economia, porém, o grupo de Dirceu intensificou o bombardeio longe dos holofotes.

"O que esse cara quer? Uma nova Carta aos Brasileiros?", perguntou um interlocutor do ex-ministro da Casa Civil, numa referência ao documento divulgado por Lula, na campanha presidencial de 2002, para acalmar o mercado financeiro.

Em conversas reservadas, Dirceu tem dito que vai brigar pela "embocadura" de um possível governo Dilma.

Nunca esteve nos planos de sua sucessora na Casa Civil - e nem dele próprio - qualquer tarefa oficial antes do veredicto do Supremo Tribunal Federal no caso do mensalão.

Dilma e Dirceu, de toda forma, se dão bem.

Além de deixar com ela o labrador Nego, que apareceu no primeiro programa de TV, o ex-ministro sempre entra em cena quando é preciso desarmar crises, principalmente entre aliados nos Estados.

Quando é perguntado sobre Dirceu, Palocci abre um sorriso.

"Mesmo no governo, ele nunca fez todas as maldades que vocês diziam, mas levava a fama", diz.


28 de agosto de 2010

A CAIXA-PRETA DO CAIXA DOIS


Revista “Veja” faz denúncia contra Hélio Costa

A CAIXA-PRETA DO CAIXA DOIS

A Justiça eleitoral vai julgar se a candidatura do peemedebista Hélio Costa em Minas usou recursos ilegais para pagar viagens aéreas

Reprodução da revista Veja
Vinícius Segalla
A cada eleição, a Justiça Eleitoral aprimora as leis e os mecanismos de controle ao financiamento ilegal das campanhas. Mas a prática resiste, como pôde ser verificado agora em Minas Gerais.

O peemedebista Hélio Costa, candidato a governador, cruzou o estado em aviões e helicópteros da Helimarte Táxi Aéreo. Até agora, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Minas Gerais não sabe quem pagou os deslocamentos nem quanto eles custaram.

Por isso, a corte decidiu averiguar se a  campanha de Hélio Costa recebeu recursos de caixa dois. O peemedebista diz que a despesa não consta em sua prestação de constas porque foi paga pelo PMDB.

É uma boa explicação. O problema é que o gasto não foi relacionado na documentação fornecida pelo partido ao TRE. Os advogados de Costa dizem que a omissão se deve ao fato de o pagamento ter sido feito sete dias depois da entrega dos papéis.

Esse argumento não é válido.

VEJA
teve acesso à nota fiscal das viagens aéreas. Ela foi emitida pela Helimarte oito dias antes de o PMDB protocolar seus documentos no TRE e sete dias depois de o candidato do PSDB, o governador Antonio Anastasia, questionar na Justiça a origem dos recursos pagos à empresa aérea.

O imbróglio talvez acabe por ser esclarecido, mas ele pode ser interpretado como um mau presságio.
A campanha de Hélio Costa ressuscitou políticos sobre os quais pesam suspeitas – e certezas – de uso de caixa dois e outras malfeitorias (veja o quadro abaixo).

Seu coordenador de campanha é Anderson Adauto, atual prefeito de Uberaba. Adauto foi ministro dos Transportes do governo Lula e é personagem do mensalão.

O operador carequinha Marcos Valério disse que lhe repassou 1 milhão de reais. Adauto responde a processo por corrupção e lavagem de dinheiro.

Há mais um integrante da campanha de Costa relacionado ao mensalão: Ivan Guimarães, braço direito do ex-tesoureiro petista Delúbio Soares. Foi Guimarães quem articulou a aliança entre o PMDB e o PT mineiros. O ex-ministro da Saúde Saraiva Felipe, por seu turno, é suspeito de envolvimento na máfia dos sanguessugas, que desviava dinheiro de ambulâncias.

Já outro expoente do partido de Costa, Newton Cardoso, afirmou, com a cara limpa, ter amealhado uma fortuna de 2,5 bilhões de reais, enquanto exercia cargos públicos.

Em 2003, esses políticos foram parar no ostracismo, graças à gestão exemplar do tucano Aécio Neves, que assumiu um estado falido. Na ocasião o governo de Minas tinhas dívidas de 5 bilhões de reais com fornecedores e um buraco orçamentário de 2,3 bilhões.

Dois anos depois as dívidas estavam renegociadas e as contas estaduais, sanadas. O estado seguiu uma rígida disciplina fiscal, recuperou a capacidade de investimento e instaurou a meritocracia na administração pública, premiando os servidores mais eficientes.

Receitas semelhantes foram aplicadas com sucesso em outras unidades da federação, por gestores dos mais diversos matizes ideológicos e partidos. E os eleitores os reconhecem. O petista Marcelo Déda obteve bons resultados em Sergipe.

Correligionário de Hélio Costa, o capixaba Paulo Hartung moralizou e desenvolveu seu estado. Déda e o candidato de Hartung devem ser eleitos. O socialista Eduardo Campos, que atraiu investimentos para Pernambuco, provavelmente ganhará um segundo mandato em primeiro turno.

A exceção é a tucana Yeda Crusius, governadora do Rio Grande do Sul, cuja boa gestão foi obscurecida pela crise política. Qualquer que seja o resultado da eleição estadual em Minas, é fundamental assegurar que os ganhos de moralidade e gestão não sejam corroídos pelos vícios da velha política.

Se for o vencedor, Hélio Costa fará um bem a Minas Gerais e a si mesmo livrando-se das companhias suspeitas.



Reprodução da revista Veja

Eles querem voltar
A eleição  do candidato a governador de Minas Gerais, Hélio Costa, do PMDB, pode ressuscitar políticos de passado controvertido
Newton Cardoso
Denunciado por desvio de verbas, disse ter acumulado mais de 2,5 bilhões de reais enquanto exercia cargos públicos

Anderson Adauto
Ex-ministro dos Transportes do governo Lula, admitiu ter participado do mensalão: teria recebido mais de 1 milhão de reais do valerioduto

Ivan Guimarães
Conhecido como Ivan, o Terrível, articulou a aliança  de Costa com o PT. Ex-presidente do Banco Popular, admitiu ter liberado 29 milhões de reais para a DNA, agência de Marcos Valério, o operador do mensalão

Saraiva Felipe
Ex-ministro da Saúde de Lula, tem duas ligações com a máfia dos sanguessugas: fez emendas que beneficiaram o esquema e nomeou a assessora que chefiava a quadrilha a partir de um gabinete vizinho ao seu

João Magno
Ex-deputado do PT, recebeu dinheiro do mensalão. Ao ser absolvido pela Câmara, inspirou sua colega Angela Gaudagnin a fazer a coreografia da “dança da pizza”

 28/08/2010, por Equipe do Blog
Fonte: Revista Veja – 1/09/2010


TSE rejeita ações da coligação de Dilma contra jingle de Serra


TSE rejeita ações da coligação de Dilma contra jingle de Serra

Folha

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) julgou improcedentes duas representações ajuizadas pela coligação "Para o Brasil Seguir Mudando", que apoia a candidatura de Dilma Rousseff à Presidência da República.


Na avaliação do ministro, as representações "não merecem prosperar".

Nas ações, a coligação de Dilma alegou que a adversária, "O Brasil Pode Mais", que tem José Serra como candidato a presidente, teria veiculado no último dia 21 inserções em rádio com jingle considerado ofensivo e com intenção de ridicularizar Dilma Rousseff.

Sustenta que a propaganda também foi veiculada no programa em bloco da coligação oponente.

Sustentou ainda que a propaganda buscaria "tirar proveito" do prestígio do presidente Lula, "como se aliado fosse".

Na primeira, o trecho atacado na representação não confere com as mídias apresentadas pela coligação.

Já com relação à segunda representação, a coligação de Dilma pretendia o desconto de 10 minutos da propaganda em rádio de seu adversário.

Nesta última, o ministro Henrique Neves considerou que "não há propaganda que ridicularize ou degrade a imagem da representante ou de sua candidata".

Ao analisar o pedido, o ministro Henrique Neves observou que
as eleições envolvem disputas entre concorrentes e acrescentou que "no embate eleitoral não é raro que os candidatos, além de ressaltar suas qualidades, repreendam o comportamento de seus adversários.


Essas críticas, como reiteradamente decidido por este Tribunal, ainda que ácidas, não caracterizam irregularidade", afirmou.


Sigilo fiscal de aliados ao PSDB foi quebrado


Sigilo fiscal de aliados ao PSDB, como Ana Maria Braga, foi quebrado


A apresentadora Ana Maria Braga e os donos da rede atacadista Casas Bahia tiveram os sigilos fiscais quebrados na mesma agência da Receita Federal que acessou os dados do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge Caldas Pereira.

De acordo com informações do jornal O Estado de S. Paulo, os dados de Ana Maria Braga foram acessados semanas antes da quebra de sigilo do tucano.

Cinco pessoas da família que é dona das Casas Bahia também tiveram o sigilo quebrado na mesma delegacia, segundo o jornal Folha de S. Paulo.

Os acessos aos dados da família Klein foram feitos entre agosto e dezembro de 2009.

Procurada pelo R7, a assessoria da apresentadora Ana Maria Braga não foi encontrada para comentar o assunto.

Já a assessoria das Casas Bahia afirmou que a família Klein tomou conhecimento da quebra de sigilo pela imprensa e não vai se pronunciar.

A Receita Federal, também por meio de sua assessoria de imprensa, disse que ainda está tomando conhecimento das informações e ainda não definiu se vai se pronunciar.

A informação de que os dados da apresentadora e da família Klein foram quebrados constam no mesmo relatório da Corregedoria da Receita que apura a quebra de sigilo de Eduardo Jorge.

Nesta semana, o caso do vazamento dos dados voltou à tona e outras pessoas ligadas ao PSDB também teriam sido alvo da quebra de sigilo.

Nesta quinta-feira (26), deputados líderes da oposição solicitaram uma audiência com o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Cezar Peluso, e com o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, para pedir rigor nas investigações sobre a quebra de sigilos fiscais de quatro pessoas ligadas à campanha de José Serra.
R7

26/08/2010 

Que País vamos deixar para os filhos e netos?


reneujk
- 27 de agosto de 2010

Ainda há tempo para SALVAR a população, inclusive os que estão dependurados nas diversas Bolsas e se acostumando a não trabalhar.


É isto que a quadrilha quer para implantar a DITADURA COMUNISTA de forma mais fácil.

Se você acha que estamos exagerando é só consultar a História e verificar como andam os povos oprimidos pelo comunismo e como andam os seus dirigentes.


A escolha é sua.

Que País vamos deixar para os filhos e netos?


Os países comunistas que cresceram economica e militarmente  foi através da escravidão do povo.

Ex: CHINA...


Pense nisto e decida antes da eleição!


Divulguem. Mais uma fraude do IBGE.


Mais uma fraude do IBGE.

Milhares de pessoas fizeram inscrição para completar o quadro para o Censo 2010, que segundo o órgão ainda estava com falta de gente para trabalhar.

As inscrições se encerraram dia 25/08.

Mas o que muita gente não sabe é que essa falta de agentes seria apenas nos centros metropolitanos e além disso, existem ainda os que estão em fila de espera, ou seja vão dar mais um golpe.

Divulguem!

Do Leitor Anônimo do Blog no post

Pesquisa DATAFOLHA:
uma chacota e uma canalhice sem tamanho

Censo IBGE 2010 - Uma fraude?


Por Jorge Azevedo

Toca o interfone, estou de saída. São quase dezoito horas. Um compromisso agendado me aguarda. São quase dezoito horas. Atendo o interfone:

"Sou recenseadora do IBGE, pode me atender?"

Autorizo a recenseadora subir. Finalmente, penso, serei contado, farei parte da estatística. Finalmente, pois, em tempo algum, jamais fui entrevistado e já pus em cheque a veracidade destas pesquisas.

A mocinha subiu - de elevador - os quatro andares nos separando. Tocou a campanhia.

"Serei breve." ela disse ja sentando na cadeira oferecida.

Finalmente, imaginei, deixi de ser apenas estatística dentro dos números publicados, pasarei, finalmente, a ser um desses números. E ela começa.

"Seu nome."

Digo meu nome, faixa etária e começa o descalabro da entrevista. Não deve ser um censo sério esse que estão levando pelo Brasil, deve ser piada, mas, como o Brasil hoje está sendo levado como uma grande piada, ela pergunta:

"O senhor residia nesse endereço no dia 31 de julho?"

Não preciso pensar e respondo que sim.

E ela vai fazendo perguntas "inteligentes" como:

"É próprio o imóvel?

Está quitado?

Quantas pessoas moram nele?

No último ano alguém faleceu aqui?"

Como são importantes estas pergntas para traçar o perfil do brasileiro.

E ela pergunta:

"Tem luz elétrica no imóvel?"
Fico olhando para ela com a cara apalermada, afinal ela chegou no apartamento através do elevador "ela deve ter pensado que o elevador é içado por manivela".

Isso quase dezoito horas e as luzes da sala acesas.

Ela justifica.

Diz que tem que perguntar e eu tenho que responder.

Respondo.

"Aqui tem água encanada?"

Isso num edificio em pleno centro de Recife. Deu-me vontade de responder um sonoro não e ainda justificar, dizendo que recebo água ainda através de cargas trazidas por vendedores em lombos de jumento. Respondo que sim.

"Tem coleta de lixo?"

Não sei, se quando ela entrou no edificio encontrou um monte de lixo lá embaixo. Talvez tenha confundido o lixo produzido pelos politicos como lixo não reciclado de cada edificio. Respondi a contragosto que sim.

"Seu sexo:

Masculino ou Feminino?"


Fiquei olhando para ela, já não com tanta paciencia. Mais uma vez pediu desculpa e disse que são perguntas obrigatórias com obrigatórias respostas. A paciencia está acabando e eu disse à mocinha que tinha um compromisso agendado, mas, como imaginava que o censo seria uma coisa séria...

Ela não quiz saber meu nível cultural, mas, quis saber quantos banheiros tenho em casa. Não me perguntou o que faço como lazer, se possuo condições de ter lazer, mas, perguntou quantas televisões eu tinha em casa.
Pensei que o censo se preocuparia em saber se o brasileiro tem plano de saúde, se está satisfeito com o momento politico, social, economico.

"O que acha da educação?"

Esperei esta pergunta, tinha até uma resposta ensaiada, mas, educação não é importante para o censo. Pensei que teria oportunidade de comentar sobre os projetos sociais para retirar das esquinas crianças alugadas por adultos como fonte de renda, mas, o censo do IBGE não se preocupa com isto.

A recenseadora pediu que eu assinasse na maquininha e saíu, com a expressão de ter feito um importante trabalho.

Quando ela saíu deixou uma série de perguntas.

1. O IBGE está gastando uma fábula com esse censo... Para saber finalmente o que? Números de banheiros e quantidade de homens e mulheres no Brasil?

2. O IBGE não está confiando nos oftafomologitas brasileiros? Será que o recenseador precisa perguntar, numa sala iluminada por luz elétrica, se o imovel possui luz elétrica?

3. Esse dinheiro gasto pelo IBGE está me parecendo uma forma de justificar gastos em tempo de eleição.


O IBGE pode me responder



Aécio Neves apóia Serra



RedePSDB
| 26 de agosto de 2010

Aécio Neves "Serra conhece não apenas os problemas de Minas, mas de todo o Brasil".

Acesse - www.serra45.com.br

Cordel da Dilma


 

UM “PAC” COM A DILMA?
Cordel de Miguelzim de Princesa, direto do Cariri.

I

Quando vi Dilma Roussef
Sair na televisão
Com o rosto renovado
Após uma operação
Senti que o poder transforma:
Avestruz vira pavão.

II
repente ela virou
Namorada do Brasil:
Os políticos, quando a vêem
Começam a soltar psiu
Pensando em 2010
E em bilhões que ela pariu.

III
A mulher que era emburrada
Anda agora sorridente
Acenando para o povo
Alegre mostrando o dente
E os baba-ovos gritando:
É Dilma pra presidente!

IV
Mas eu sei que o olho grande
Está mesmo é nos bilhões
Que Lula botou no PAC
Pensando nas eleições
E mandou Dilma gastar
Sobretudo nos grotões.

V
Senadores garanhões
Sedutores de donzelas
E deputados gulosos
Caçadores de gazelas
Enjoaram das modelos
Só querem casar com ela.

VI
Também quero uma lasquinha,
Um pedaço de poder,
Quero olhar nos olhos dela
E, ternamente, dizer
Que mais bonita que ela
Mulher nenhuma há de ser.

VII
Eu já vi um deputado
Dizendo no Cariri
que Dilma é linda e charmosa,
igual não existe aqui,
e é capaz de ser mais bela
que a Angelina Jolie,

VIII
Diz que pisa devagar,
que tem jeito angelical
nunca gritou com ninguém
nem fez assédio moral,
nem correu atrás de gente
com um pedaço de pau…

IX
Dilma superpoderosa:
8 bilhões pra gastar
Do jeito que ela quiser
Da forma que ela mandar!
(Sem contar com o milhão
Do cofre do Adhemar.)

X
Estou com ela e não abro:
Viro abridor de cancela
Topo matar jararaca
Apago fogo em goela
Para no ano vindouro…
Fazer…um PAC com ela”.


Vídeo do YouTube mostra Sergio Cabral confraternizando com milícia em 2007



filipijjunior
- 27 de agosto de 2010


governador sérgio cabral inaugura em primeiro de agosto de 2007 abastecimento de água em campo grande


Vídeo do YouTube mostra Sergio Cabral confraternizando com milícia em 2007


Nas imagens, governador do Rio aparece ao lado de homens que hoje cumprem pena em penitenciária de segurança máxima

Alfredo Junqueira

Estadão

Adversários do governador Sérgio Cabral Filho (PMDB), candidato à reeleição no Rio, divulgaram nesta sexta-feira, 27, na Internet um vídeo editado em que o peemedebista aparece em inauguração de obra confraternizando com líderes da milícia Liga da Justiça - principal grupo paramilitar que atua na Zona Oeste da capital.


As imagens, gravadas no dia 1º de agosto de 2007, mostram o governador em palanque montado na comunidade 1º de Abril, em Paciência, discursando junto aos então vereador Jerônimo Guimarães, o Jerominho, do PMDB, e deputado estadual Natalino Guimarães (ex-DEM) durante inauguração de rede de abastecimento de água da região.



Quatro meses após a gravação, a Polícia Civil do Rio prendeu Jerominho por formação de quadrilha.

Natalino foi preso em flagrante em julho de 2008 depois de trocar tiros com policiais que investigavam a atuação da milícia em Campo Grande.


A assessoria de imprensa do governador divulgou uma nota em que repudia a veiculação do vídeo.

“As imagens, cheias de cortes, edições, montagens, denotam má-fé daqueles que não são afeitos ao jogo democrático.

Reforce-se ainda que foi sob a gestão de Sérgio Cabral que os milicianos Jerominho e Natalino foram presos”, disse a assessoria.

“O governador repele, combate e combaterá a milícia, o tráfico, a bandidagem.”

Agosto de 2010

Quem quebrou o sigilo fiscal dos tucanos??

Sindicalista pode entrar na mira da Receita Federal

Hamilton Mathias, sindicalista da delegacia de Mauá, disse ser inocente e estar tranquilo


BRASÍLIA - Depois do indiciamento de duas servidoras por violar os sigilos dos dados fiscais de quatro tucanos, um sindicalista pode entrar na mira da Receita Federal.

É o funcionário Hamilton Mathias, que trabalha na mesma sala onde foi violado o sigilo fiscal do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge, e de três pessoas ligadas ao PSDB.

Mathias é delegado do Sindireceita (Sindicato dos servidores da Receita) no grande ABC, região de origem do PT.

É conhecido na região pela intensa atividade sindical.

Segundo o processo interno aberto pela Receita para investigar o episódio, apenas uma mesa vazia separa Hamilton Mathias do computador de Adeildda Ferreira dos Santos, usado para violar os dados fiscais de Eduardo Jorge e de Luiz Carlos Mendonça de Barros, Gregório Marin Preciado e Ricardo Sérgio, todos ligados ao alto comando do PSDB.

Em conversa gravada por telefone com o Estado, às 20h30 de sexta-feira, 27, Hamilton disse ser inocente e estar tranquilo.

Afirmou que não pode comentar o episódio porque o processo corre sob sigilo e os servidores da agência da Receita em Mauá, onde o dado fiscal foi quebrado, foram orientados a não comentar o assunto.

Ele já foi ouvido uma vez em depoimento prestado à Corregedoria da Receita no dia 2 de agosto.

Naquele dia, negou qualquer envolvimento na consulta ilegal aos dados dos tucanos.

Desde 2003, o Sindireceita agraciou políticos do PT com a medalha “Mérito Público Evandro Lins e Silva". Entre os agraciados estão os deputados Antonio Palocci e João Paulo Cunha.

Questionado pela Corregedoria da Receita se tem ligações políticas, o sindicalista Hamilton Mathias afirmou que "não é filiado, mas por residir em cidade pequena, Ribeirão Pires/SP, conhece o prefeito que é filiado ao PV, o vice-prefeito, e outras pessoas filiadas a partidos políticos diversos".

Ele negou conhecer Eduardo Jorge e disse que nunca recebeu qualquer ordem para acessar os seus dados.

Ele, no entanto, admitiu que sabia que Adeildda tinha a senha da servidora Antonia Aparecida Rodrigues dos Santos Neves Silva.

"A própria Antonia contou-lhe", segundo o depoimento.

O código dela foi usado, a partir do computador de Adeildda, para consultar e imprimir as declarações de renda dos tucanos no dia 8 de outubro do ano passado.

Em nota divulgada na sexta-feira à noite, Antonia voltou a negar envolvimento com episódio e desmentiu as acusações feitas pela Corregedoria da Receita de que há indícios de um esquema de venda de dados fiscais na agência de Mauá.

Em depoimento à corregedoria, ela afirmou que emprestou a senha a Adeildda e à funcionária Ana Maria Cano, mas as duas também dizem que não têm responsabilidade no episódio.

Além de Hamilton Mathias, a Corregedoria já ouviu as outras duas pessoas que, teoricamente, trabalham na mesma sala onde os sigilos foram violados: Júlio Cezar Bertoldo e Gisleine Morgado.
Ambos também negam participação na quebra dos sigilos fiscais dos tucanos.

28 de agosto de 2010



Atenção: as urnas brasileiras estão sujeitas à fraudes. Veja o vídeo

Fraude nas
Urnas Eletrônicas - 2




Que José Serra, denuncie à nação, o verdadeiro significado do cataclisma chamado Lula da Silva!



"Guerrilheiros Virtuais"


Mais três sigilos da receita federal foram violados pelos bucaneiros do PT, que, como sempre,negam, como negaram o mensalão, os assassinatos de Celso Daniel, Toninho de Campinas, e, agora, a estranha morte do escritor Ives Hublet.


Eles não têm limites: a sordidez deformou-lhes o carater,o próprio perispírito,"deíficaram-se" cinicos, como o Capo que lhes dá a linha de atuação!


Como ficou claro para mim, espirita, que nem sempre a voz do povo é a voz de Deus; que o norte e o nordeste, são, por circuntâncias históricas, o campo fértil dos reacionários!


A Bahia, por exemplo, foi o único estado que atirou contra a Coluna Prestes, que, entre outras causas, lutava por eleições limpas...

E o que vemos agora?

Exatamente o foco explorado pelo Grande Guia, são essas regiões, mantidas através dos séculos em estado de miséria, sem noção de cidadania, que anestesiadas pelas inúmeras bolsas, poderão levar à presidência do país a nova burguesia sindical!



Esta corja não acredita em Deus, não acredita na lei matemática de causa e efeito.

Megalômanos, egos inflados pela sede de poder, não sabem que são finitos na matéria e que terão de prestar contas aos senhores do Carma!


Não duvidem: eles serão capazes de tudo!

Das mais abjetas ações terroristas à calunia, difamação, quebras de sigilos, "guerrilheiros virtuais", como se autodefinem, enfim, o mais puro fascismo travestido de "esquerda!"

Aguardem novos golpes baixos!

O repertório é inesgotável!

Que José Serra, denuncie à nação, o verdadeiro significado do cataclisma chamado Lula da Silva!

Estamos Juntos!

Agosto de 2010

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Pesquisa DATAFOLHA: uma chacota e uma canalhice sem tamanho


Pesquisa DATAFOLHA
uma chacota e uma canalhice sem tamanho
- Dilma abre 20 pontos e já ultrapassa Serra em SP e no RS, diz Datafolha

- Lula vai vender o Airbus de 156 milhões e comprar um Teco-Teco. O troco vai ser distribuido entre os institutos de pesquisas para não ter briga


- Confirmado: cigarro não dá câncer. O câncer é provocado por longos beijos entre casais apaixonados


- Elvis Presley foi visto fazendo compras em Hollywood. Bem mais magro, disse que os boatos da sua morte se devem a notícias falsas divulgadas na mídia brasileira


- Premio da Megasena acumulada sai para blogueiro de Natal que durante anos combateu as fraudes nas loterias


- Filde Castro declara que Cuba tem a democracia mais "segura" do planeta


- Lula reafirma que Mensalão do PT é conspiração das elites brasileiras


- ONU confirma que todos os dados divulgados pelo gprograma de TV da Dilma são absolutamente verdadeiros


- Ciência confirma que homem não descende do macaco e que ele saiu de uma periquita, ave muito comum no planeta


- PT confirma que não tem ligações com as FARC e que nunca nem ouviu falar em tal organização que mata, sequestra, rouba e faz tráficos de drogas


- Egipitólogos concluiram em recente estudo que as pirâmides do Egito foram construídas pelo governo Lula e datam do ano de 2003. A gerência do projeto foi da hoje candidata Dilma


- Lula inaugura com pompa mais uma obra do seu governo - o Palácio do Planalto. O que existia antes dele era uma réplica de papelão construída por JK


- A distribuição de automóveis Ferrari, na Praça da Sé/SP, foi suspensa por falta de público


- Modelo de pesquisa dos institutos brasileiros será adotado pelos Estados Unidos. Na próxima campanha eles vão incluir a avaliação do presidente americano, mesmo sem ele ser candidato


- Pesquisa científica conclui que mel de abelha puro cura diabetes


Não dá para deixar de chacotear com essas pesquisas de opinião, principalmente esta última do DataFolha. Se eles estão a fim de chacota, vamos chacotear.

A primeira manchete é igual as demais que são fruto da imaginação fértil desse editor, que come muita sardinha e atum, ricos em omega3.

Os caras são tão idiotas, mas tão idiotas, que pensam que somos idiotas iguais a eles. Quem vai acreditar que uma mulher que nunca teve um voto se quer na vida, em 30 dias, ganhou cerca de 40 milhões de votos?

E um candidato consagrado nas urnas como deputado, senador, prefeito, governador, no mesmo período tenha perdido milhões de votos?

E pra chacotear mesmo. né?

Quem vai acreditar que em uma semana Dilma ganhou cerca de 3 milhões de votos no Estado de São Paulo?

É uma mentira tão escabrosa que nem os petistas de carteirinha devem acreditar.

E mais, a pesquisa diz que 83% desses eleitores da Dilma afirmam que não pretendem mudar o seu voto. Quer dizer, a mulher é o maior fenômeno da história política desse país desde os tempos de Cabral.

É impressionante ou como costumo dizer para certos absurdos é "expressionável" ou ainda é "sganyfannyhouse."

Eu vou explicar o que é sganyfannyhouse pra você. Essa palavra foi inventada por um diretor que dirigia filmes para mim na minha produtora em Brasília.

Ela pode ter o significado que você quiser. Ela pode ser a expressão de uma verdade, de uma mentira, pode ser um palavrão e pode ser um elogio. Depende da entonação da sua voz.

Então, quando eu digo que essa pesquisa do DataFolha é sganyfannyhouse, dá para você sentir a entonação da minha voz daí?

É isso mesmo!

É SGANYFANNYHOUSE MESMO!

Eles estão querendo chacotear com o povo brasileiro. É um absurdo, é um crime, e nemhuma autoridade neste país se manifesta.
Aliás, antes de qualquer autoridade se manifestar quem tem que se manifestar é o PSDB, através do seu presidente, senador Sérgio Guerra.

Essa história da quebra do sigilo fiscal, apesar de ser um crime grave, é engodo do PT para cima do PSDB. Quem é pescador sabe bem o que é engodo.

É isca. Só isso. Uma isca para desviar a atenção do foco principal que é a manipulação das pesquisas.

Quebra de sigilo fiscal não tira votos, agora pesquisa manipulada tira.

Sabe por quê?

Porque acaba influenciando no voto de uma grande maioria que não é politizada.

Então o PSDB tem que reconhecer que está sendo ROUBADO, isso mesmo, ROUBADO nestas pesquisas eleitorais, em todas, sem exceção. E quero que venham me processar.

É roubo, é crime, está tipificado no Código de Defesa do Consumidor como propaganda enganosa e subliminar.

E nestes crimes estão enquandrados A REDE GLOBO DE TELEVISÃO (GLOBO PARTICIPAÇÕES), REDE BANDIERANTES DE TELEVISÃO, O ESTADO DE SÃO PAULO, FOLHA DE SÃO PAULO como financiadores e os institutos DATAFOLHA, IBOPE, SENSUS e VOX POPULI.


São todos mentirosos, isso mesmo, MENTIROSOS.

Estão enganando o cidadão brasileiro sem a menor cerimônia. É formação de quadrilha. É banditismo.
Levamos anos para reconquistar a democracia neste país, para agora vir a assistir uma PALHAÇADA como esta. Esses veículos de comunicação e esses institutos de pesquisas deveriam ter ao menos um pouco de hombridade, pois a história vai registrar para o futuro a ação criminosa que estão protagonizando.
Uma vida é feita de passado, de presente e de futuro. Se no passado vieram a se incorporar à luta da sociedade pela democracia; se no presente se permitem à mentira em troca de umas merrecas para quitar suas dívidas; no futuro serão condenadas de uma forma ou de outra.

Ninguém foge de suas ações.

A Lei do Ficha Limpa, que é do povo, está aí fazendo algumas justiças.

Então, senador Sérgio Guerra, como cidadão brasileiro e eleitor, desejo saber se o senhor vai tomar uma providência judicial sobre estes fatos.


Responda com toda honestidade.

Porque se for ficar nessa embromação, me avise, pois vou jogar o meu título de eleitor na lata do lixo.

Depois de 1º de janeiro de 2011, com Dilma presidente, ele não vai valer um nota de três reais.

O Brasil vai assistir a aprovação do PNDH-3 e dentre outras coisas vai assistir aos nossos filhos e netos seguindo a "cartilha do PT" que será obrigatória nas escolas (lembram da cartilha de Mao Tsé-Tung?); ninguém estará seguro nem nos seus lares urbanos, pois se os Sem Terras invadirem seu apartamento, enquanto você foi jantar fora com sua lindinha esposa, vais dormir na rua.

E tem mais, muito mais.

Assista a entrevista do jurista Ives Gandra, que está num dos posts logo abaixo.

Nós temos que pressionar o PSDB a assumir uma atitude.

Serra é o melhor candidato.

Mais bem preparado.

É uma democrata.

Tem todas as condições de conduzir o nosso país a um verdadeiro lugar de destaque no mundo.

E, sem mentiras, sem falsidades.

Apenas com a verdade e com a honradez do povo brasileiro que não compactua com essa chacoteação dessas pesquisas manipuladas.

27 de agosto de 2010

Só tem uma RECEITA para impedir a escuridão: não votem na quadrilha!



Inexplicavelmente...


@rede45 O site www.serra45.com.br está fora do ar, não sabemos porque, mas a equipe de internet está trabalhando para resolver esse problema.

A comunidade Serra no orkut também foi atacada.

Os bandidos estão à solta.

Cuidado com os seus dados bancários, fiscais e até mesmo com a sua carteira...


Só tem uma RECEITA para impedir a escuridão:

não votem na quadrilha!

Indio arrebenta nos debates


Veja por que Indio da Costa, o vice de Serra, tem incomodado tanto os petistas.
 
E por que ganhou repercussao na imprensa.
JuventudeDEM

Agosto de 2010

Marisa levou uma "dura" de uma moradora...


Foto: Reinaldo Marques/Terra

Dona Marisa é confundida com Marta e leva "dura" em Carapicuíba

O prefeito de Carapicuíba, Sérgio Ribeiro, tentou acalmar uma moradora que reclamava sobre as condições da cidade para Marisa Letícia, mulher do presidente Lula

Vagner Magalhães
Direto de Carapicuíba

A primeira-dama do Brasil, Marisa Letícia, mulher do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, participou nesta sexta-feira (27) de uma caminhada com o candidato ao governo de São Paulo pelo PT, Aloizio Mercadante, em Carapicuíba, na grande São Paulo.

Acompanhados por Netinho de Paula, candidato ao Senado pelo PCdoB, ambos estiveram na região da Cohab 2, onde Netinho passou a adolescência.


Pugilista Netinho de Paula

Durante o evento, Marisa foi confundida com a candidata Marta Suplicy (PT), que não estava presente, e chegou a levar uma "dura" de uma moradora, que reclamava que as condições da cidade não eram boas.

"A coisa não melhorou tanto como vocês falam aqui,
para a gente aqui não está tão bom assim não.

O custo de vida para a gente não é barato.

E vocês só vem aqui no momento do voto.

Depois não vem aqui não".
" gritou ela, a poucos passos de Marisa.

Leia mais.


27 de agosto de 2010


Sigam o telefone, recomendaram nesta quinta-feira três ex-diretores da Receita Federal. - Augusto Nunes

Para encontrar os mandantes
do crime de estupro fiscal,
basta seguir o telefone


“Sigam o dinheiro”, recomendou o informante Deep Throat aos jornalistas Bob Woodward e Carl Bernstein.

A dupla do Washington Post atendeu ao conselho, descobriu os laços que atavam os invasores da sede do Partido Democrata no Edifício Watergate ao Salão Oval da Casa Branca e localizou o caminho que a levaria a produzir a melhor reportagem investigativa da história ─ e encurtaria a vida política do presidente americano Richard Nixon.

Sigam o telefone, recomendaram nesta quinta-feira três ex-diretores da Receita Federal.

Talvez sejam ouvidos pelos encarregados de investigar o estupro do sigilo fiscal de quatro aliados do ex-governador José Serra, consumado em 8 de outubro de 2009.

Familiarizados com os labirintos e catacumbas do Fisco, os informantes sustentam que a Polícia Federal, o Ministério Público Federal e a própria Receita sabem o suficiente para que o caso seja inteiramente esclarecido em poucas horas.


Para identificar-se os arquitetos da delinquência, basta percorrer o atalho sinalizado por extratos de contas telefônicas.

Sabe-se que a arma do crime foi o computador usado por Adeilda Ferreira dos Santos, funcionária da Receita Federal em Mauá.

Sabe-se que a senha que permitiu o acesso ilegal pertence a Antonia Rodrigues dos Santos Neves Silva, chefe regional e ex-secretária-geral da Delegacia Sindical de Santo André/São Bernardo.

Sabe-se que a primeira violação ocorreu às 12h27 de 8 de outubro, e que as três seguintes foram consumadas em 16 minutos.

“É claro que a história não para em Mauá”, constata um ex-diretor familiarizado com os labirintos e catacumbas da Receita.

“O sigilo foi violado a pedido ou por ordem de alguém com mais poder.

E quem faz esse tipo de coisa telefona imediatamente para o mandante”.


Os investigadores só precisam conferir os telefonemas registrados no dia do crime.

“Os responsáveis pelo processo administrativo tem de solicitar o quanto antes a quebra voluntária do sigilo telefônico de todos os nomes que apareceram nas investigações, começando por Antônia e Adeilda”, sugere um segundo informante.

“Quem não estiver envolvido ficará feliz com a chance de provar a inocência.

Quem quiser preservar o sigilo tem culpa no cartório”
. Simples assim.

Pelo que fez até agora, sobretudo pelo que deixou de fazer, a direção da Receita não pretende descobrir coisa alguma antes da eleição.

O comando do PT, para preservar a imagem do partido, promete processar José Serra por calúnia e difamação.

O presidente Lula procura rebaixar um fato gravíssimo a “factóide”.

Dilma Rousseff se queixa do “baixo nível da campanha” e já desconfia de que a trama contra José Serra foi coisa do PSDB.

De onde menos se espera é que não vem nada mesmo.



Cumpre à Polícia Federal e ao Ministério Público desmontarem a manobra velhaca que um estagiário do FBI talvez desvendasse em dois dias.

Os suspeitos são os de sempre, e estão onde sempre estiveram.

Os que mentiram desde sempre seguem mentindo.

O dossiê forjado contra Serra veio da mesma fábrica que produziu o dossiê contra Fernando Henrique e Ruth Cardoso, ou o papelório dos aloprados.

Os estupradores do sigilo fiscal dos quatro aliados do candidato tucano formaram-se na mesma escola que diplomou o estuprador do sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa.

O cortejo dos escândalos, dossiês e infâmias variadas precisa ser interrompido já.

As vítimas devem exigir Justiça.

A oposição deve cobrar vergonha.

A Justiça precisa agir.

O Caso Watergate nasceu com a prisão em flagrante de bandidos que, a serviço do governo, instalavam aparelhos de escuta e fotografavam documentos na sede do Partido Democrata.

Também começou como caso de polícia. Como fazem agora o governo e o PT, Nixon procurou reduzir uma bandidagem de alto calibre a um pecado venial praticado por figuras irrelevantes.

Acabou transformado no maior escândalo protagonizado por um presidente americano.

O atrevimento dos estupradores da Receita tem de ser castigado antes que sejam suprimidas, por pais-da-pátria sem compromisso com a moralidade, as últimas fronteiras morais e legais.

Um país habitado por gente que engole sem engasgos a corrupção endêmica e impune deixa de existir como nação.




26/08/2010