Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 3 de maio de 2008

Contra o voto nulo

O mais sério e grave é que o cidadão que se abstiver de votar ou ‘anulaR’ seu voto estará abdicando do seu DIREITO FUNDAMENTAL que é o de escolha pelo sufrágio direto e secreto - do candidato que na sua opinião lhe representará melhor (pelo menos na aparência).

A ABSTENÇÃO OU nulIDADE DO VOTO - poderá beneficiar os piores candidatos e os vinculados a partidos com viés totalitário que dispõem de uma massa de militantes - prejudicando o próprio país - não só na gestão da coisa pública, mas também a nível internacional, a exemplo do que aconteceu na ‘República Bolivariana da Venezuela’ onde a totalidade dos eleitos para a ‘Asemblea Nacional’– é governista, justamente pela abstenção. Coincidentemente essa idéia já circulou na internet e na mídia nas proximidades da última eleição.

COM A ABSTENÇÃO OU ANULAÇÃO DO VOTO - estaremos contribuindo positivamente, mas para o SEQÜESTRO DA DEMOCRACIA, entregando o País aos CORRUPTOS e INCOMPETENTES.

Muito mais válido - penso eu - é o VOTO ON-LINE.

Abs RR

BOLÍVAR RESPONDE AO PALHAÇO DO CHAVEZ

BOLÍVAR - debaixo de seu túmulo, responde:

“Você sabe, eu governei por vinte anos, e deles extraí apenas algumas certezas:

(1) A América [do Sul] é ingovernável por nós;
2) aqueles que servem a uma revolução estão arando o mar;
(3) a única coisa que você pode fazer na América [do Sul] é emigrar;
(4) esse país, inevitavelmente, cairá nas mãos de massas desenfreadas e, logo depois, passará quase imperceptivelmente às mãos de tiranos menores, de todas as cores e raças;
(5) uma vez que formos devorados por todo crime e extintos pela total selvageria, nem mesmo os europeus verão em nós riquezas a serem conquistadas;
(6) se fosse possível a qualquer parte do mundo um retorno ao caos primitivo, seria a América em sua hora final.¹”(SÍMON BOLÍVAR, in Carta para o General Flores, Barranquilla (Colômbia), 25 de novembro de 1830, escrita quando se encontrava doente e duas semanas antes de falecer).

OBSERVE O LINGUAJAR PROFÉTICO: 'massas desenfreadas', 'tiranos menores de todas as cores e raças', 'devorados por todo o crime e extintos pela total selvageria' .... 'caos primitivo', 'hora final'.

Cacique contra PT...

O respeitado tuxaua JONAS MARCOLINO que, em entrevista à Folha de Boa Vista a 29/04/2005, disse que o Governo Federal jamais poderia ter ido contra uma população que há um século convive com não índios e precisa da interação para troca de conhecimento e assimilação de tecnologia.

Disse ele: a homologação é uma ação ditatorial. Uma imposição contrária a nosso interesse. Entendemos que nós indígenas estaremos condenados à miséria, à pobreza, uma vez que a reserva é um habitat silvícola (diz o Estatuto do Índio).

Nós não somos silvícolas. Somos cidadãos e queremos o bem-estar – não só da população indígena – mas de todos do Estado que são nossos compatriotas e conosco convivem há mui tempo...

Nós chegamos à conclusão que é objetivo do presidente e do ministro da Justiça fazer os índios regredirem e votarem a ser primitivos, isolados, sem nada, nem dependência tecnológica.

Conforme prevêem leis indigenistas....

"Querem nos levar à condição subumana. Essa postura do Governo Federal nos permite ver a decadência dos povos indígenas.”


Eita....

POPULARIDADE E IMUNIDADE!

1. Uma das doenças infantis dos governantes é imaginar que a popularidade é eterna (ou que a impopularidade é eterna). Os mais afoitos, quando estão no auge da popularidade acreditam piamente que são imunes ao desgaste -taxa de imunidade de 100%- e podem fazer e dizer qualquer coisa. Exemplos de governantes que foram do céu para o inferno em pouco tempo, são tantos que cada um pensa os seus e nem precisa se fazer memória.

2. Acham que a opinião pública estará sempre com eles, independente das bobagens, agressões... que digam. A vacina da imunidade, para eles, é para qualquer doença. Mas a imunidade não é estática mesmo que os números de pesquisa não se mexam. Vai decrescendo, e a capacidade de resistência a conjunturas adversas decai. Elas chegando, é eles vão descobrir que a vacina não era tão poderosa assim.

Folha de SP - Lula da Silva!

Elegeram o Severino [Cavalcanti]. Não levou muito tempo e perceberam que ele não era oposição, e trataram de derrubar o Severino com a mesma facilidade com que o elegeram. (...) Continuo tendo o mesmo respeito que eu tinha por você...

Não permitirei que alguém que não tenha moral de fazer crítica a alguém possa fazer com que eu rompa a amizade que tenho com um companheiro que me ajudou tanto como Renan Calheiros ajudou no Senado...

Ex-Blog do Cesar Maia

Mão no fogo? Eu, hen?

Lupi diz que não põe mão no fogo pelo "inocente" Paulinho

Executiva do PDT convocou reunião e vai cobrar esclarecimentos do deputado

Ministro evita comentar denúncias e diz que caso não prejudica representação de trabalhadores no conselho de administração do BNDES


O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, disse ontem que "prejulga" a inocência do deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho, acusado de participar do esquema de desvio de parte dos empréstimos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

"Como ele nem réu é ainda, eu prejulgo a inocência."


Apesar disso, ao ser questionado se colocaria a mão no fogo pelo colega de partido, Lupi replicou:

"Mão no fogo qualquer um que coloca pode se queimar. Não coloco a mão no fogo em nenhum processo da minha vida cotidiana, até porque sei o que é a queimadura do fogo".

ESCÂNDALO! E O OUTRO LADO? NADA? QUEM AUTORIZOU NO BNDES?

1. Há anos que escândalos envolvendo o setor público, na sua grande maioria, terminam criminalizando um lado -o dos receptores- e esquecendo o lado fundamental: o dos autorizadores. O escândalo "orçamento" de 1992 criminalizou e cassou parlamentares e técnicos do Congresso. Mas o orçamento no Brasil é autorizativo. Para que houvesse desvio de recursos, alguém no executivo deveria dar o crédito orçamentário, empenhar as despesas, licitá-las, liquidá-las e pagá-las. Da mesma forma o caso "sanguessuga". Quem deu crédito orçamentário? Quem empenhou? Etc...

2. No caso atual que envolve o BNDES, apenas se fala dos intermediários e até de um parlamentar. Hoje a imprensa afirma que houve um empréstimo de 124 milhões de reais do BNDES à prefeitura de Praia Grande e que os intermediários dividiram entre si a propina cabendo a cada um uns 350 mil reais. A PF garante isso.

3. A prefeitura de Praia Grande, na região santista, tem 245 mil habitantes. Infelizmente em seu site, www.praiagrande.sp.gov.br o click das Contas Públicas está zerado neste momento. Os dados do ministério da fazenda de 2007 falam de 440 milhões de reais. Ou seja teria recebido do BNDES 30% de suas receitas como empréstimo. Isso equivaleria a uns 3 bilhões de reais para Rio-Capital ou uns 4 bilhões de reais para SP-Capital, coisa inimaginável.

4. Quem autorizou o empréstimo? E a comissão que analisa? Que garantias? Que qualidade na decisão? Ninguém fez as contas do risco desse crédito? Que finalidades? Quem acompanhou a execução? Foi para a destinação? Como foram as licitações correspondentes?

5. Espera-se que no mínimo o TCU responda a essas indagações se a PF alegar desconhecimento técnico, o que, aliás, seria verdadeiro.

Ex-Blog do Cesar Maia


Em nome da verdade...



Corpo destroçado do soldado Mário Kosel Filho, assassinado pela turma de Carlos Lamarca.

Dr. Octávio Gonçalves Moreira Júnior, assassinado pela ALN.

Capião Charles Rodney Chandler, também assassinado pela turma do Marighela

A Secretaria de Estado da Cultura, de São Paulo, inaugurou nesta quinta-feira, 1, na Estação Pinacoteca, a exposição permanente Direito à Memória e à Verdade - A Ditadura no Brasil: 1964-1985.

O
espaço, antigo Dops, mudou de nome, passando a se chamar Memorial da Resistência.

São 110 fotografias publicadas na imprensa que retratam, segundo os organizadores, o período histórico entre o golpe militar de 1964 e a retomada da democracia, incluindo as revoltas estudantis e a campanha das Diretas Já.

Fazem parte da mostra fotos dos cantores Chico Buarque e Edu Lobo, do cineasta Glauber Rocha, e de atrizes como Eva Wilma, Odete Lara e Lucélia Santos, além do cartunista Ziraldo e do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Certamente, esqueceram de citar as fotos acima, mas elas devem fazer parte da exposição, para mostrar o outro lado da história.

São fotos que mostram o quando a anistia foi importante para fechar as feridas de ambos os lados. Se não estão lá, esta exposição serve tão somente para alimentar o ódio entre brasileiros e a indústria de indenizações. E para impor a ditadura dos torturadores da verdade.

Que a COLÔMBIA, no futuro, não condecore os ASSASSINOS E LADRÕES das FARCS!

por Gracias a La Vida

sexta-feira, 2 de maio de 2008

O golpe dos mutilados

O golpe dos mutilados - estes foram pegos...

Cortando os próprios dedos para "se dar bem" com o seguro.

Polícia prende suspeitos de cortar dedos para acionar seguro em SC da A Polícia Civil e o Ministério Público de Santa Catarina investigam um suposto esquema de fraudes envolvendo pessoas que cortaram os próprios dedos para receberem indenizações de seguradoras no Estado.

Oito pessoas, entre elas um vereador e um policial militar, já foram presas desde sexta-feira, após ser deflagrada a "Operação Cinco Dedos" --a última prisão foi na segunda-feira.
Ontem a polícia colheu depoimentos em Chapecó, onde estão detidos seis dos suspeitos. Outro suspeito foi detido em São José, e o PM Nadir Weitetzermann está preso em Pinhalzinho.

Os suspeitos, apontam as apurações, contratavam seguro de vida para acidentes pessoais ou contra incêndio. Após cortarem os dedos das mãos ou dos pés, obtinham o dinheiro alegando invalidez pessoal.
Os envolvidos recebiam entre R$ 100 e R$ 120 mil, segundo investigações.


Os suspeitos tinham, em geral, contratos com mais de uma operadora. O valor era depositado um mês após o acidente, caso a seguradora não contestasse o pedido.

O Ministério Público diz ter indícios de que outras sete pessoas tenham participado. Duas estão foragidas.
Segundo o promotor Eduardo Sens dos Santos, de Modelo, cidade onde funcionou o suposto esquema, os mentores eram o agricultor Moisés Balbinot e o vereador de Sul Brasil Antoninho de Souza (PP). Eles são suspeitos de aliciar os demais integrantes e de cobrar de 20% a 30% do seguro.

Segundo Sens, Balbinot teve três casas incendiadas e cortou cinco dedos dos pés para receber o dinheiro.
A Câmara Municipal de Modelo disse ontem que não comentaria o caso.
A reportagem telefonou para a casa de Balbinot, mas foi informada que apenas a mulher do agricultor, que não estava no local, poderia falar sobre o assunto.
A polícia não informou o nome dos advogados dos demais suspeitos.


Um dia chegarão à Presidência da República

Agência Folha

Depoimento da advogada Iracema Pedrosa, de Manaus

Depoimento da advogada Iracema Pedrosa, de Manaus, que entre os seus constituintes tem índios que foram prejudicados pela política do governo.
Carmen Gomes

A minha é inédita. Boca a boca, suavemente, enfatizando o lado humano, sensível das comunicações, em qualquer lugar, onde pessoas iletradas, inocentes e indefesas trabalham duro para sobreviver.

Aposentados vendendo picolé, balas, ou frutas, perto dos tribunais.
Na feira, os que transportam pesados fardos. Ou vendem cheiro verde. Entre os garis.

(Acredite, estão todos decepcionados. Não integram a horda do curral eleitoral da petralha).

E, principalmente, entre meus constituintes que foram expulsos do lugar onde nasceram (VALE DO JAVARI), descendentes de SOLDADOS DA BORRACHA ou Seringueiros.

Patrocino, PARA ESSA GENTE INDEFESA, ações de indenização por danos morais contra a UNIÃO, que através da FUNAI, INVENTA TERRITÓRIOS INDÍGENAS.

Aqui, no
Amazonas, seriam necessários, pelo menos MIL (1000) advogados agindo assim, para mostrar a força de quem paga carga maior, com a própria vida.

Já somos cinco.

Trabalhando sozinha, já mudei a vida de 370 ÓRFÃOS DE HÊVEAS. Outros tantos estão aguardando a vez da execução da sentença.


Se você tiver tempo para ler uma sentença com 23 laudas, da lavra do MM. Juiz Federal Bruno Augusto Santos Oliveira, é só dizer, que envio, para você.


DEFENDAMOS E DESPERTEMOS O POVO BRASILEIRO E ESTAREMOS DEFENDENDO A SOBERANIA NACIONAL.
Advogada Iracema Pedrosa

FHC: o terceiro mandato seria um salto no escuro

00rs0428c


Ele foi enfático ao comentar declaração do presidente Lula de que oito, nove ou 10 anos é pouco tempo para se modificar um país.

“É pouco, mas não precisa só um mudar. A mudança da história de um país não é feita só por um homem, nem só por um partido. Isso é autoritarismo, é personalismo. Quem fica três (mandatos), fica 10”, alertou FHC.

O ex-presidente lembrou que foi favorável à instituição da reeleição — “Ele (Lula) próprio concordou, tanto que foi candidato” —, mas afirmou que o terceiro mandato seria um salto no escuro. “Não existe um terceiro mandato. É mandato indefinido”, asseverou.

Fernando Henrique, no entanto, disse que acredita na palavra de Lula quando ele rechaça insistentemente e enfaticamente a idéia de disputar um terceiro mandato.

Ainda assim, um aliado do presidente, o deputado Devanir Ribeiro (PT-SP), tem se articulado para aprovar uma proposta de emenda à Constituição que poderia beneficiar Lula.

“Não vejo isso com um fantasma. O presidente Lula ficaria tão desmoralizado se, depois de tudo o que ele disse, ele não fizesse, que eu acredito nele, confio nele, não vai fazer”, explicou.

FHC diz que é normal a pressão dos partidos aliados pelo terceiro mandato, mas que Lula, com a responsabilidade que tem de liderar o país, não pode ceder à vaidade pessoal.

O tucano usou uma comparação curiosa para comentar pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT), encomendada ao Instituto Sensus, que mostrou que a maioria dos brasileiros (50,4%) é favorável a conceder um terceiro mandato ao presidente Lula.

“Boa parte da população quer pena de morte já. Será que vale a pena? Não são temas que possam ser julgados dessa maneira. E também boa parte da população não foi esclarecida, não houve debate sobre a questão”, definiu.


Sim, meus amigos, essa é a verdade.

por Olavo de Carvalho

Não se deixem enganar por sinonímias ilusórias.

Termos como corrupção, decadência, esculhambação têm equivalentes em todas as línguas. Mas nomes de fatos e qualidades não vêm acompanhados dos respectivos índices quantitativos.

O que singulariza a desordem brasileira não se expressa em palavras, mas em números.

É a dimensão, o tamanho descomunal, inalcançável à imaginação da platéia estrangeira, cujo cérebro automaticamente rejeita a estranheza insuportável, reduzindo o fenômeno às proporções daquilo que conhece e achando que na sua terra tudo se passa como em Brasília e Catolé do Rocha.

Só a exposição detalhada permite captar a diferença. E aí não há como escapar à conclusão: somos insuperáveis.
Embora sob um aspecto ou outro possamos levar desvantagem, no conjunto a depravação nacional é um fenômeno inédito, incatalogável, sem similares na história do mundo.

Nenhuma nação jamais consentiu em tolerar o intolerável com aquele misto de indiferença búdica, amoralismo cínico e auto-satisfação masoquista que o Brasil chama de "normalidade institucional".

Mas algo me diz que nossos dias de glória estão contados.

Aqui e ali, aos poucos, vão despontando indícios de que certas condutas, antes julgadas inaceitáveis fora das nossas fronteiras, vão conquistando espaço nas sociedades ditas avançadas, aí encontrando a mesma receptividade cúmplice que tanto as fez prosperar no Brasil.

Na sua breve carreira de pré-candidato, o senhor Barack Obama já contou, comprovadamente, mais de 60 mentiras só sobre a sua biografia (excluídas as mentiras políticas).

Ele mente sobre suas origens, sobre sua família, sobre sua educação, sobre seus amigos, sobre o pastor da sua igreja.

Nenhum político faz isso. Todos são verazes nas miudezas para poder falsificar melhor o conjunto. Obama mente no atacado e no varejo, no todo e nos detalhes, até em detalhes óbvios que não levam meia hora para ser desmentidos.

Chamá-lo de mentiroso seria eufemismo. Ele é uma farsa total, uma palhaçada completa. É um intrujão desprezível que em situações normais alcançaria sucesso, no máximo, como locutor de rádio interiorana.

Sua simples candidatura – para não falar da possibilidade da sua eleição – mostra que a capacidade de julgamento do eleitorado americano desceu abaixo do nível do ridículo: está beirando o tragicômico.

Quanto mais se comprova que o sujeito é postiço, mais devotos se tornam os seus seguidores. Cada vez que ele é desmascarado, mais o aplaudem.

Já vão para 80% os democratas que juram votar nele. É um efeito que, até algum tempo atrás, só se observava num único país do mundo.

O bom e velho país dos otários que, para não dar o braço a torcer, fingem admirar o malandro que os engana.

enviada por Gracias a La Vida

1º de Maio - dia do Trabalho

Quem sou?

Se precisar de consulta médica, devo entrar numa fila antes do dia nascer para obter uma senha. E mesmo com este papel na mão, nem sempre sou atendido. E quando sou, dizem que minha dengue é uma “virose” ou o aparelho que vai me examinar está com defeito.

Para matricular um filho numa escola pública distante 30 minutos de onde moro, devo entrar numa outra fila noturna e por vários dias. Quando consigo a vaga para meu herdeiro, vejo-o sem aulas por falta de professores, falta de estrutura da escola e sobra de balas perdidas. No fim do ano vejo o filho sendo “aprovado” com média zero. Isto garante que no futuro, ele será no máximo, igual a mim.

Se precisar de ajuda de uma delegacia após 22 horas, terei de esperar até o dia seguinte, pois a mesma está fechada com receio de ser metralhada pelos bandoleiros que dominam a cidade onde moro. Se meu caso chegar aos tribunais, se não tiver um advogado gabaritado, perderei a causa movida contra um “tubarão”.

Tenho de acordar em torno de 4 horas da madrugada para ser pisoteado durante horas num transporte público que me “empacota” até a porta do local de meu destino. E tenho de pagar tarifa desproporcional por este “conforto”.

Em troca destes “serviços” que me são oferecidos, me esfolo durante quatro meses por ano para pagar os pesados impostos que nos são “impostos” para sustentar os bandos de legisladores que possuem dezenas de mordomias durante suas permanências em cargos públicos.

Enquanto a turma lá de cima se farta com os lucros que superam 6 ou 8 vezes os índices inflacionários, meus ganhos parcos recebem aumentos debochados que não chegam à metade dos tais índices. Creio que “complementam” meu salário com besteiras do tipo Big Bobo Brasil (se bem que ainda pago para telefonar e “salvar”(?) um condenado a um paredão virtual.

Eles se divertem DIARIAMENTE com este cenário que massacra a mim e a tantos outros semelhantes que aqui estão apenas para manter o país produzindo valores que cada vez mais distancia os mais abastados dos excluídos.

Bem, pelo menos eu tenho um dia como homenagem. O dia do TRABALHADOR.

Nada tenho a comemorar nesta data, a não ser comprovar que superei mais um ano de injustiças e que amanhã, caso acorde apto a caminhar, deverei continuar minha dolorosa trajetória para manter no poder os que se aproveitam de minha humildade, falta de oportunidade e herança sanguínea que me impede saber qual é o verdadeiro sentido de minha pátria.

Por enquanto, não precisa me chamar de trabalhador. Pode ser escravo mesmo.

Nossa sociedade é um colosso! Já passamos do fundo do poço!
Referendo de sucesso será o que permitir expurgo no Congresso!
Haroldo P. Barboza - Vila Isabel / RJ - Aulas de Matemática.
Autor do livro: Brinque e cresça feliz

Paulinho queria criar um escândalo que pudesse atingir Kassab

Kassab diz que ausência na festa é para evitar constrangimento

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), que já estava com a presença confirmada para a festa da Força Sindical, segundo a organização, não compareceu ao evento.

De acordo com relatórios da Polícia Federal (PF), Paulinho queria criar um escândalo que pudesse atingir Kassab, candidato à reeleição, e ganhar espaço na disputa eleitoral deste ano.

O deputado também pretende ser candidato a prefeito de São Paulo pelo PDT.

Método dos petralhas


Fraude no BNDES: PF diz que Paulinho recebeu propina de R$ 325 mil

O relatório da Polícia Federal (PF) sobre o escândalo de desvio de recursos do BNDES informa que o deputado federal Paulo Pereira da Silva, o Paulinho (PDT-SP), recebeu propina de R$ 325 mil para intermediar um empréstimo de R$ 124 milhões do banco de fomento para a prefeitura de Praia Grande (SP)

De acordo com a reportagem, o prefeito de Praia Grande, Alberto Mourão (PSDB), repassou R$ 2,6 milhões à quadrilha em troca da aprovação de financiamento de R$ 124 milhões. O dinheiro, diz a PF, foi dividido entre integrantes do esquema, inclusive Paulinho.

A reportagem mostra ainda que a aparição do nome de Paulinho no relatório da PF, enviado no dia 17 de abril à 2 Vara Criminal Federal de São Paulo, contradiz nota oficial divulgada pelo ministro da Justiça, Tarso Genro, depois de ter sido interpelado por parlamentares que aparecem nas investigações.

No texto, Tarso afirma que nenhum deputado é investigado pela operação. O nome de Paulinho surge pelo menos outras duas vezes no inquérito.

por Ricardo Galhardo
O Globo Online; CBN

Paulinho diz saber 'menos do que a imprensa'
sobre acusações

Deputado diz que não tem como se defender da suspeita de envolvimento no suposto esquema no BNDES

Sergio Castro/AE

Marta, Chinaglia, Lupi e Paulinho em evento da Força Sindical pelo Dia do Trabalhador, em SP
Marta, Chinaglia, Lupi e Paulinho em evento da Força Sindical
pelo Dia do Trabalhador, em SP

O deputado federal Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho, ex-presidente da Força Sindical, disse nesta quinta-feira, 1, que não tem como se defender das suspeitas de seu envolvimento no suposto esquema de desvio de recursos públicos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), investigado pela Polícia Federal na Operação Santa Tereza.

"Como é que eu vou me defender de uma coisa que não me deram?",
indagou ele.

O deputado se queixa de não ter tido acesso ao processo encaminhado pela PF.
Silvia Amorim O Estado de S. Paulo

S&P e o investment grade: começou no 2º mandato de FHC

“É um processo que começou no 2º mandato de FHC”

"É um processo que começou no fim dos anos noventa, no segundo mandato de Fernando Henrique Cardoso, com a mudança do câmbio flutuante e controle da inflação e política fiscal.

A partir de 2003, com a administração do presidente Lula, houve continuidade, e, há quase dez anos, o Brasil vem cumprindo as metas fiscais".


O que vai acima é a resposta de Lisa Schineller, a analista da Standard & Poor's, responsável por ter colocado o Brasil na condição de Investment Grade. Ao comentar ontem a classificação, Lula não deixou, é óbvio, de lembrar o ineditismo da condição.

A implementação das medidas, que agora põem o Brasil nesse patamar, contribuiu para derrotar o governo nas eleições de 2002.

No poder, o petista teve a sabedoria de não mexer no que herdou. Em 2002, superávit primário servia para engordar banqueiros, dizia o PT. A partir de 2003, passou a ser a salvação da lavoura.

E foi mesmo.
Por Reinaldo Azevedo

A promoção do Brasil ao grau de investimento da agência de notas de crédito Standard & Poor's cria um cenário para que o governo aprofunde reformas que ajudariam o país a cumprir seu pleno potencial econômico.

Anop Singh, diretor do Fundo Monetário Internacional (FMI) para o Hemisfério Ocidental

Marta Suplicy (Turismo) foi vaiada...

Assim que pegou no microfone, Marta Suplicy foi vaiada pela maioria dos presentes
Assim que pegou no microfone, Marta Suplicy
foi vaiada pela maioria dos presentes


Aproximadamente 1 milhão de pessoas compareceram à festa de 1º de maio organizada pela Força Sindical, em São Paulo.

Diversas autoridades estiveram presentes no encontro.

Entre elas, os ministros Carlos Lupi (Trabalho), e Marta Suplicy (Turismo), além do presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia. Durante seu discurso, a ministra do Turismo foi vaiada e o deputado Paulo Pereira da Silva, o Paulinho, teve que intervir. Ao retomar o discurso, as vaias continuaram. Aqui.

video

Comentário da Net

Pois é, esta é a verdadeira pesquisa.

Aliás, essas tais pesquisas, deveriam mesmo ser feitas no Maracanã, queria ver o grau de aprovação.

quinta-feira, 1 de maio de 2008

Kaká, único brasileiro nos cem VIPs do mundo

Kaká.jpgNem as andanças pelo mundo vendendo o biocombustível brasileiro nem a propalada intimidade com o presidente George W. Bush ("resolve tua crise, pô!") foram suficientes para colocar Lula na lista das cem personalidades mais influentes de 2008 da revista americana Time desta semana.

O único brasileiro nela é o craque do Milan, Kaká, na categoria "heróis e pioneiros", ao lado dos atores Angelina Jolie e Brad Pitt.

Reajuste para aposentados sob risco

Trabalho
Governo tenta conter aprovação na Câmara de propostas
do Senado que beneficiam aposentados

Manifestantes organizados por centrais sindicais defendem aprovação na Câmara das medidas sugeridas por Paim: governo alega que não há dinheiro para pagar

Na semana em que se comemora o Dia do Trabalho, o governo inicia ofensiva para derrubar na Câmara os ganhos obtidos no Senado pelos aposentados e pensionistas.

O governo é contrário a duas iniciativas do senador Paulo Paim (PT-RS), aprovadas no dia 9 de abril último: a emenda que concede aos benefícios acima de um salário mínimo o mesmo critério de reajuste do piso nacional e o projeto que extingue o fator previdenciário (PLS 296/03).

Alega que provocariam grande desequilíbrio nas contas da Previdência.

Com apoio maciço das centrais sindicais e de entidades dos aposentados, que já começaram a se mobilizar para aprovar as duas propostas na Câmara, Paim foi chamado para participar dos debates com os deputados em audiência, no dia 14 de maio, na comissão especial que analisará o projeto de reajuste do salário mínimo ou na Comissão do Trabalho.

"Não tenho problema em discutir prioridades, desde que os três projetos, incluindo a Emenda 29 [que aumenta os recursos para a saúde], sejam aprovados", avisou o senador. Leia mais.69844

Faz sentido...



Gil defende chá do Santo Daime

Gil defende chá de ayahuasca como patrimônio cultural

O chá do Santo Daime é feito a partir do cipó de mariri e das folhas de chacrona.
As substâncias psicoativas das duas plantas podem produzir alucinações no usuário.

O ministro da Cultura, Gilberto Gil, vai encaminhar ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) processo para transformar o uso do chá de ayahuasca, feito a partir do cipó de mariri e das folhas de chacrona e que tem substâncias psicoativas, em patrimônio da cultura brasileira.

Foto: Fábio Pozzebom/Agência Brasil
O ministro da Cultura, Gilberto Gil, que defendeu
o uso do chá de ayahuasca como patrimônio cultural

"Espero que nós possamos celebrar em breve o registro do ayahuasca como patrimônio cultural da nação brasileira", disse o ministro em Rio Branco, capital do Acre, nesta quarta-feira (30).
"Neste caso, específico, acrescenta-se o afeto em relação à outra dimensão importantísssima para a vida, que é a natureza", acrescentou.

Gil endossou um pedido assinado por representantes de três troncos fundadores das doutrinas ayahuasqueiras: Alto Santo, Barquinha e União do Vegetal. O chá mais famoso feito do cipó e das folhas é usado em rituais do Santo Daime, uma corrente descendente do Alto Santo.

Apesar das propriedades alucinógenas, o uso do chá é permitido no Brasil para "ritos religiosos". O uso causa, segundo estudos científicos, alucinações, hipertensão, taquicardia, náuseas, vômitos e diarréia. Ayahuasca é palavra indígena que tem duas traduções em português: "corda dos mortos" ou "vinho dos mortos".

A proposta de reconhecer o chá tem apoio do governador do Acre, Binho Marques (PT), e da deputada Perpétua Almeira (PCdoB-AC).

A União do Vegetal promove, em Brasília, o II Congresso Internacional do Hoasca, entre 9 e 11 de maio. O objetivo é debater os últimos estudos realizados com o chá. O ministro da Cultura foi convidado para participar.

Tiago Pariz
Do G1

É o fim do lullopetismo-comunismo.


É o fim do lullopetismo-comunismo.

O encantamento do povo, principalmente, os eleitores de baixa renda e maioria votante, consistia na suposta "estabilidade econômica", carro chefe da propaganda política.

Nem escândalos de desvios de dinheiro público como o MENSALÃO, BB-Visanet,SANGUESSUGAS, cartões-corporativos com saques em dinheiro vivo,viagens nababescas de comunistas para a EUROPA/EUA em turismo-oficial, dinheiro em polpudas diárias-de-viagens sem comprovação das despesas republicanas e virando salários indiretos, etc...ofendiam a maioria dos eleitores, pois achavam que não afetavam a vida dos pobres.

Porém, agora a coisa ficou feia no supermercado(arroz,e feijão, etc.) e a passagem do transporte coletivo.

O engraçado é que os próprios comunistas deram nó nas pernas, aumentando juros, tarifas bancárias em 150%( quase 3000% no lullopetismo).

Lula achar que o sofrido povo brasileiro poderia salvar bancos americanos, é ousadia demais. Aliás, o presidente BUSH se recusou a usar o dinheiro do contribuinte/consumidor americano para salvar os bancos daquele país nos prejuízos financeiros de bilhões, entretanto, os comunistas brasileiros resolveram aumentar juros e tarifas, talvez imaginando uma oportunidade política, num ano eleitoral, ajudando indiretamente os bancos na rentabilidade do capital estrangeiro investido no Brasil.

Reflexos nos aumentos dos alimentos(agravados pela crise mundial de produção) e aumento de combustíveis (apesar da AUTOSUFICIÊNCIA), causando uma explosão de preços no país.

O próprio governo comunista acionando o detonador.

Sem considerar a guerra do MST, a violência urbana que mata 50.000 pessoas por ano, DENGUE matando e torturando crianças nas filas dos hospitais públicos, etc.

Mas, nessa baderna toda, acabaram atingindo os currais eleitorais do lula, encarecendo o "DICUMÊ"(encher o estômago)e, como o governo não executou medidas desenvolvimentistas capazes de tirarem os pobres da miséria, agora, sem comer... adeus LÊNIN, adeus Fidel e, graças a Deus:
fora lula!

A humanidade já sofreu demais com o comunismo.

Comentário de leitor Anônimo no Blog do Reinaldo Azevedo às 6:18 AM

"Prendam a imprensa, a suspeita de sempre"



O jornalismo e o poder

Excelente texto de Reinaldo Azevedo

Na próxima VEJA, escrevo um artigo sobre a imprensa e o que dizem dela por aí. De fato, trata-se de um texto sobre o jornalismo e o poder. Essa relação já foi incestuosa. Hoje em dia, em todo o mundo livre, tende a ser, felizmente, um tanto conflituosa — falo de jornalismo, não de mascates de opiniões. Na falta de um culpado, os poderosos fazem como Louis, aquele policial corrupto de Casablanca:

"Prendam os suspeitos de sempre". Ou seja: a imprensa.

Lula, ontem, fez mais uma das suas. A coisa poderia ser tomada como fato isolado, mas não é. O homem resolveu meter a sua colher no "Escândalo da Sogra", no Ceará.

Vocês sabem: o govenador Cid Gomes fretou um jatinho, viajou por cinco cidades européias em companhia da mulher, da sogra, de um secretário, um assessor, mais as respectivas digníssimas de ambos.

E o que fez Lula, o homem que já defendeu das maldades da imprensa tanto Renan Calheiros como Severino Cavalcanti? Ora, saiu em defesa de Cid também.

E nestes termos: "A gente não pode permitir que um companheiro da qualidade do Cid seja mostrado a nível nacional apenas porque atendeu a um pedido da mulher para levar sua mãe. Sei o que é isso e você tem a minha solidariedade."Itálico

Como se vê, Lula falava de si mesmo. O "sei o que é isso" não deixa a menor dúvida. Imaginem se alguém vai se meter na vida conjugal de Cid e sua mulher. Ela lhe faça quantos pedidos quiser. O problema é o governador atendê-los com dinheiro público, não é mesmo?
O presidente ainda achou que era pouco:

"Se, em vez de sua sogra, você tivesse levado um empresário, não teria tido problema".

Depende. O empresário estaria no avião a passeio, a exemplo da madame Gomes, ou iria cuidar de levar investimentos para o Ceará?

"A gente não pode permitir que um companheiro como Fulano..."

Podem pesquisar. Essa é uma fórmula de Lula. O presidente não acredita que existam crimes, ilicitudes ou irregularidades previstos em lei. Os atos são ou não viciosos a depender sempre de seus autores.

E um "companheiro", por princípio, está acima — ATENÇÃO!!! — não da suspeita, mas da própria lei.


Lula tornou-se, de fato, um aristocrata à moda antiga e tem o poder de aristocratizar os aliados. Os políticos podem adquirir títulos de nobreza: basta, no caso, que sejam amigos do rei. E pronto: aí "não se pode permitir que...".

Cid fez o seu Aviãozinho da Alegria? E daí? Isso seria condenável num outro político, não em alguém com a sua "qualidade".

Como Lula "sabe muito bem o que é isso", está afirmando o óbvio:

"A imprensa pega injustamente no seu pé, como pega também no meu; os caras querem saber até os gastos do presidente! Veja que absurdo!!!"

É... Mais um pouco, e a imprensa ainda acaba se atrapalhando e achando que o Brasil é uma república...

Lula poderia usar a sua enorme popularidade para refinar a democracia brasileira; para torná-la mais transparente; para fazer com que as instituições avançassem.

Mas, aí, teria de ser outra a sua natureza, outra a natureza de seu partido, outra a natureza de seus partidários. O dia de ontem foi exemplar.

Os tontos-maCUTs do petismo, tão logo saiu a notícia da elevação do rating (ver texto abaixo), invadiram o blog:

"Aí, você se f _ _ _ U!!!".

Eu???

Por acaso previ aqui algum desastre decorrente da política econômica? Pouco antes, José Alencar, o vice, insistia, numa entrevista de rádio, no terceiro mandato, com a simplicidade de um vendedor de camiseta. Sua tese: "Se o povo quer mais, por que não?"

Alguém poderia lembrar ao vice:

"E quando a popularidade de um presidente cai, a gente deve dar um golpe de estado?"


É interessante notar como se conseguiu tornar corrente a idéia de que a popularidade confere ao mandatário a licença para mandar a lei às favas, como se esta só devesse colher, sei lá eu, os "impopulares".
Lula ontem usou, mais uma vez, os seus 70% de aprovação para aquiescer com a bandalheira.

Como bem lembrou o ministro Gilmar Mendes, presidente do STF, em entrevista à VEJA, na democracia, nenhum Poder é soberano.

Muito menos o poderoso de turno.


Postado por Artigos

Blog Reinaldo Azevedo

Veio da revolução francesa o método...

O golpe que já aplicaram no passado
com nova roupagem...
Esta história de sindicância, abrir inquérito, processo é só pra inglês, chinês, ver.

Lembro que um dia estava lendo um livro que reportava acontecimentos da França (anos 1300/1400) reinado da família Capeto (Os reis malditos) e lá já se comentava esta questão de sindicância (na época se dizia averiguações processuais) que era só para despistar o assunto, principalmente se um membro da realeza, ou do governo (ministro, altas autoridades) estivesse envolvido, era tudo encenação, assim a sociedade fica contente porque o governo estava agindo e no final caía tudo no esquecimento (devido os anos que o processo ficava aberto).

Parece-me que aqui não mudou nada, principalmente neste governo corrupto do PT.
por Rui Marangoni

10% sobre gasolina e de 15% sobre diesel

Ministro anuncia aumento de 10% sobre gasolina e de 15% sobre diesel nas refinarias Guido Mantega diz que alta da gasolina não afetará consumidor, mas reajuste do diesel deve chegar às bombas


O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou agora há pouco um reajuste de 10% no preço da gasolina e de 15% no óleo diesel nas refinarias. Ele também informou que haverá uma redução na Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) sobre os combustíveis.


O imposto sobre a gasolina reduzirá de R$ 0,28 por litro para R$ 0,18. No diesel, a redução será de R$ 0,07 por litro para R$ 0,03.


Segundo o ministro, o aumento na gasolina não será sentido pelos consumidores, o que não ocorrerá no caso do diesel, que deverá ter um aumento de 8,8% nas bombas. Mantega estima que isso deve provocar um impacto de 0,015 ponto percentual na inflação. O gás de cozinha não sofrerá aumento.

Ainda de acordo com Mantega, a perda de receita para o governo será de R$ 2,5 a R$ 3 bilhões por ano por causa da redução da Cide, que será compensada pelos lucros da Petrobra

Agência Estado

quarta-feira, 30 de abril de 2008

Milagre...




A líder do PT, Ideli Salvatti (SC), afirmou ontem, em discurso no plenário do Senado que "o governo Lula está mudando a vida das pessoas".

Ideli está certa, pelo menos no que diz respeito a ela própria.
É só conferir, nas fotos acima, a evolução da ex-radical e histérica líder sindical dos professores catarinenses para a sofisticada parlamentar de hoje (foto abaixo) que chegou ao poder há poucos anos.

Veja o cabelo, a perda do peso, a pele, as roupas...

O que o dinheiro não faz, hein? Até milagre.



Senado e MP-BA querem demissão do professor que classifcou QI de baianos de "baixo"


A bancada baiana do Senado e o MP-BA
(Ministério Público Estadual da Bahia) querem a demissão do coordenador do curso de medicina da UFBA (Universidade Federal da Bahia), Antônio Dantas.

O professor afirmou, na última terça-feira (29), que o mau desempenho dos alunos no Enade (antigo provão) se devia ao
"baixo QI [quociente de inteligência] dos baianos".

As notas se devem à inferioridade intelectual dos alunos, diz Antonio Dantas

Áudio

Ouça as declarações polêmicas do diretor da Famed, Antonio Dantas

Em discurso nesta quarta-feira (30), o senador Antônio Carlos Magalhães Junior (DEM-BA) chamou o professor, que também é baiano, de "irresponsável".

"Ele não poderia estar ocupando um cargo desse tipo na Universidade Federal da Bahia", disse Magalhães.

O senador César Borges (PR-BA) apresentou voto de censura em relação às declarações do professor.

Ministério PúblicoHoje, o MP-BA sugeriu o afastamento do coordenador ao reitor da UFBA, Naomar Almeida.

"Há indicativo para caracterizar crimes de racismo e violação aos artigos da Constituição que falam do respeito à dignidade da pessoa humana", disse Almiro Sena, promotor de Justiça e combate à discriminação do MP-BA.

Sena afirmou ter instaurado procedimento para investigar as declarações de Antônio Dantas.

O procedimento pode levar ação penal, na Justiça, contra o coordenador.

Processo semelhante também foi instaurado no MPF (Ministério Público Federal).


por Bruno Aragaki

Agência Senado e Folha de S.Paulo


Tem nada não. Agora com as cotas, tudo vai melhorar.
Se não nivelarem os QIs, nivelarão o ensino.
Não tem mais um curso que mereça ser freqüentado por alguém inteligente.
Vai chegar o dia de você ter de viajar para o estrangeiro para tratar uma unha encravada.

por Ester Azoubel

Villas-Bôas Corrêa: A sacudidela na oposição

Além da carícia na vaidade do presidente Lula, os índices da última pesquisa do Instituto Sensus que confirma a seqüência ascendente da sua popularidade, é muito mais significativa como uma advertência, que soa com a sirena do alarme, para a oposição que se ocupa no tricô dos acertos para as eleições municipais de 5 de outubro.

Lula tem todos os motivos para estufar o peito e mexer as pedras seguindo a intuição do seu interesse e os rumos indicados pela sua sagacidade.

A impressionante popularidade presidencial, imune aos muitos golpes sofridos nos quatro anos do primeiro mandato e com o repique na turbulência de denúncia dos escândalos e contradições da reeleição, está propondo à oposição o desafio de analisar a evidência do fenômeno político e eleitoral deflagrado pela mudança do perfil da sociedade.
Mas não pode ser minimizada a liderança popular do presidente e – goste-se ou não do estilo informal e nem sempre contido nos limites do tolerável – da eficiência da sua tática de cultivar a sua identificação com o povo, desafiando as críticas aos exageros da demagogia.

Entramos na ciranda eleitoral, no vale-tudo em que só o êxito interessa.

Ora, a cada salto nas pesquisa, os 50,4% que apóiam uma inviável emenda constitucional para arrombar a cancela e permitir que Lula dispute o terceiro mandato advertem a oposição para o profundidade do fosso que terá de saltar para disputar, com um mínimo de possibilidade, a eleição presidencial de outubro de 2010, para ocupar o Palácio do Planalto em 1º de janeiro de 2011.

A LISTA QUE SUSTENTAMOS

É amigo.

É para o citado nesta lista de dependentes, que trabalhamos mais de 180 dias no ano, sem recebermos um centavinho!

De todos os dependentes citados, o mais revoltante é sustentar-mos as amantes dos Renans e Cia.
Já atualizou sua lista de dependentes do IR ?

Preparando a Declaração de IR 2008!!!!

Já atualizou sua lista de dependentes do IR ?
Não ?

Então pode copiar da minha.
Tenho certeza de que me esqueci de um monte...
Você pode lembrar e acrescentar para mim?

DECLARAÇÃO ANUAL DE RENDIMENTOS - PESSOA FÍSICA

RELAÇÃO OFICIAL DOS MEUS DEPENDENTES :

01) Governo Federal - IR, CPMF etc.;
02) Governo Estadual - IPVA, ICMS etc.;
03) Governo Municipal - IPTU, TRSD, ISSQN etc.;
04) INSS - Contribuição previdenciária;
05) Conselho Regional Profissional - Contribuição anual ;
06) Sindicato da Categoria Profissional - Contribuição anual;
07) DMAE/COMLURB - Contas de água e esgoto (consumo mínimo) e taxa de coleta de lixo;
08) CEEE/CEG - Contas de luz e gás (consumo mínimo);
09) Telefonica/BrasilTelecom /TIM/ CLARO / VIVO celular - Assinatura mensal;
10) Plano de Saúde - Mensalidade;
11) Detran - Licenciamento anual de veículo, transferência e renovação de carteira de habilitação;
12) Contran - Taxa de inspeção veicular ;
13) IRB - Seguro automotor obrigatório ;
14) Concessionárias de estradas de rodagem - Pedágios ;
15) CET/DSV/ESTAR - Talões de estacionamento ;
16) Terminais aeroviários e rodoviários - Taxa de uso dos sanitários e estacionamento ;
17) Instituições financeiras - Taxas de administração e manutenção de contas correntes, renovação anual de cartões de crédito, requisição de talões de cheque etc.;
18) Tomadores de conta de veículos, guardadores de lugar em filas, cambistas diversos, flanelinhas e vendedores de semáforos - Caixinha, cafezinho etc.;
19) Carteiro, lixeiro, varredor de rua, porteiro do prédio, leitores de relógios e entregadores de contas, entregadores de gás, de água etc. - Páscoa, Natal, Ano Novo etc.

Mais 567 deputados federais
81 senadores, com as respectivas AMANTES e CORJAS.
E também deputados estaduais, Prefeito e vereadores.
E Dna. Marisa, 'a inútil' , e os gastos livres e sem controle do Palácio da Alvorada.

É mole ?

Isso aí deveria se chamar...

LISTA DE VAGABUNDOS QUE SOMOS OBRIGADOS A SUSTENTAR...
BRASILIANAS

Na BA, coordenador atribui resultado a "baixo QI dos baianos"



Para o coordenador do curso de medicina da UFBA (Universidade Federal da Bahia), Antônio Dantas, 69, o baixo rendimento dos alunos da faculdade no Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes) se deve ao "baixo QI [quociente de inteligência] dos baianos".

Os alunos de medicina da UFBA obtiveram conceito dois no exame.

"Se não houve boicote dos estudantes, o que não acredito, o resultado mostra a baixa inteligência dos alunos."

Para Dantas, que é baiano, o corpo docente da faculdade é qualificado e não seria justificativa para o mau resultado no exame. O coordenador disse que o suposto baixo QI dos baianos é hereditário e verificado "por quem convive [com pessoas nascidas na Bahia]".

"O baiano toca berimbau porque só tem uma corda. Se tivesse mais [cordas], não conseguiria", afirmou, ressalvando que há exceções a sua regra.

Questionado se já foi alvo de críticas, Dantas disse que é "franco" e que "reconhece a limitação dos que o cercam". Ele afirmou que não foi notificado pelo MEC sobre os resultados e que vai analisar os erros dos alunos assim que recebê-los.

A diretora da Faculdade de Medicina da Ufal (Universidade Federal de Alagoas), Rosana Vilela, disse que uma possível explicação para o baixo rendimento dos alunos de medicina (conceito dois) foi a mudança no currículo em 2006.

"A nota [do Enade] é construída basicamente em cima da nota do concluinte, que é o aluno do currículo antigo, sendo que a prova é feita baseada nas novas diretrizes que norteiam o currículo novo", disse.
A UFPA (Universidade Federal do Pará) -que recebeu conceito dois- informou, em nota, que só se pronunciará sobre a avaliação quando for notificada.

Na UFAM (Universidade Federal do Amazonas), ninguém foi localizado para comentar a nota do Enade.


ENTENDEU, JOBIM?

USA: Quarta Frota vai vigiar o Sul

Os Estados Unidos estão restabelecendo a Quarta Frota, dissolvida em 1950, para monitorar barcos, aviões e submarinos que operam no Caribe e América do Sul.

''Esta mudança aumenta nossa ênfase através de iniciativas de segurança marítima que se centram nos perigos comuns e interesses mútuos", afirmou o almirante Gary Roughead, chefe de operações navais.

Hugo Chávez aproveitou a notícia para colocar o Brasil como escudo, entre ele e as autoridades americanas: "Não nos assustam. Juntamente com o Brasil estamos estudando a criação de um Conselho de Defesa Sul-Americano."

Já o contra almirante James Stevenson, comandante do Comando Sul das Forças Navais, não deixou por menos. Declarou que o restabelecimento da Quarta Frota enviará uma mensagem para toda a região, não somente para a Venezuela.

Tomara que Nelson Jobim entenda.


TCU: verba de saúde paga custeio de ONGs

Auditoria mostra que dinheiro destinado a ações em aldeias indígenas financia despesas administrativas de entidades

De Evandro Éboli:

Auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) constatou que organizações não-governamentais (ONGs) desviam recursos públicos que deveriam ser gastos em ações de saúde dos índios para custear suas despesas administrativas, como compra de veículos, ar-condicionado, mesas, cadeiras e equipamento de informática para suas sedes. Para o tribunal, essas entidades não têm condições de prestar o serviço e muitas delas usam a maior parte do dinheiro repassado pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa) para se financiarem.

"Isso demonstra a falta de estrutura administrativa das entidades, o que compromete o alcance dos resultados definidos pelos instrumentos de repasse de recursos", concluiu a auditoria do TCU, em decisão de 16 de abril.

no Globo

É ISTO AÍ...

"Que o presidente não se atreva a tentar negar-lhe [ao general Heleno] o sagrado dever de defender a soberania e a integridade do Estado brasileiro [...].

Caso se realize tal coação, o país conhecerá o maior movimento de solidariedade, partindo de todos os recantos deste imenso país, jamais ocorridos nos tempos modernos de nossa História".


por Ten.-Brig. Ivan Frota

VERDADE

FOMOS AVISADOS

“Se depois de ameaçar e expor o esquema petista de dominação, for permitida a sua recuperação do sufoco e superada, sem as necessárias conseqüências, a pressão ora exercida sobre os abusos cometidos, o que teremos será o esgotamento integral dos instrumentos de defesa legais e políticos, de tal maneira que não haverá mais resistência possível. O país ficará a mercê de toda e qualquer arbitrariedade sem poder de reação”.

(Os Imperdoáveis - publicado por ocasião do escândalo do “mensalão” - junho/2005)



A política sindical do governo petista só age de uma forma: cultiva antagonismos irreconciliáveis para vender serviços de intermediação. Por seu turno os sindicalistas - ninguém estranhe - amam o usufruto das vantagens oferecidas pela projeção pessoal e pela capacidade de se fazerem temidos.