Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Participantes de protesto recebem R$ 50 para ir à Paulista





Jovens disseram ter sido pagos por centrais sindicais, que negaram a contratação de pessoas para os atos realizados no Dia Nacional de Lutas, nessa quinta-feira, 11

Artur Rodrigues e Diego Zanchetta - O Estado de S. Paulo

Os protestos desta quinta-feira, 11, das centrais sindicais em São Paulo foram engrossados por militantes contratados. A reportagem do Estado localizou dois jovens que disseram ter sido pagos pela Força Sindical e um terceiro que afirmou que iria receber da CUT. As centrais negaram a contratação de pessoas para os atos.


O cobrador de ônibus Antonio Roque de Castro, 19 anos, disse ao Estado que recebeu R$ 50 para agitar uma bandeira da Força Sindical das 9h às 14h na Avenida Paulista. O desempregado Paulo Fernando Gonçalves, 18 anos, também contava com "ajuda de custo". "Todo mundo vai receber os R$ 50 na Praça da Sé."

O jovem que disse ter sido contratado pela CUT não quis ser identificado. A reportagem da rádio CBN flagrou manifestantes sendo pagos — também com R$ 50 — na região do Masp. Eles disseram que o pagamento era realizado por sindicalistas da União Geral dos Trabalhadores (UGT).

A Força Sindical negou ter pago cachê para militantes. A UGT também negou. "Não pagamos absolutamente ninguém", disse Ricardo Patah, presidente da entidade. "Mas não temos controle sobre todos os sindicatos. Algumas pessoas podem ter dado dinheiro para alimentação e transporte dos trabalhadores, porque muitos saíram de madrugada para vir ao ato."

1 comentários:

Cidadania e Democracia disse...

Lamentável essa atitude.