Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Deputados decidem nesta 4ª se STF poderá julgar denúncia contra Temer



Em mais um dia histórico na política nacional (são vários desde 2015), a votação da denúncia contra o presidente Temer, um personagem roubou a cena em Brasília nos últimos dias:
Wladimir Costa (SD-PA).
FSP
A Câmara dos Deputados deve decidir, em sessão nesta quarta (2), se a denúncia da Procuradoria-Geral da República contra Michel Temer (PMDB) poderá seguir para o STF (Supremo Tribunal Federal).

O peemedebista é acusado de corrupção passiva por ter supostamente recebido R$ 500 mil da JBS, entregues em uma mala a seu aliado, o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR). Temer é o primeiro presidente a ser denunciado no exercício do cargo.

Os líderes dos partidos começam no meio da tarde a fazer as orientações para a votação da denúncia por corrupção passiva contra o presidente Michel Temer.

A sessão começou por volta das 9h, com a fase de debates, e foi encerrada cerca de cinco horas depois. No início da tarde, começou a segunda sessão do dia, que, pelo regimento, pode durar quatro horas e ser prolongada por mais uma hora.

Como se trata de uma nova assembleia, os deputados registraram presença novamente e atingiu quorum para prosseguir a votação (mínimo de 342). A Câmara, que tem 513 deputados, precisa também de 342 votos favoráveis para prosseguir com a denúncia e, assim, afastar Temer temporariamente do cargo.

Uma enquete realizada pela Folha apontou que 209 deputados (ou seja, 41% da Casa) ainda evitam declarar como se posicionarão, quatro não votarão.

Nas contas do governo, 280 parlamentares devem votar para barrar a denúncia.

 02/08/2017

0 comentários: